terça-feira, 3 de outubro de 2017

Minha Operadora marca presença na abertura do Futurecom 2017

O que você achou? 
Primeiro dia do maior evento de telecom teve abertura com Temer, Kassab e Meirelles, que exaltaram o governo, mas pouco apresentaram de novo sobre o setor.


O Minha Operadora marcou presença, nesta segunda-feira (02), na estreia do Futurecom 2017, maior evento de telecomunicações da América Latina e que acontece até a próxima quinta-feira (5), em São Paulo.

Além do Fórum China-Brasil de Telecomunicações, que durante cinco horas levantou debates sobre a participação de empresas de comunicação estrangeiras no Brasil, o primeiro dia de evento foi marcado pela Cerimônia Solene de Abertura, às 20h, que contou com a participação do presidente da República, Michel Temer, o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Em resumo, nenhum dos políticos demonstrou enxergar as dificuldades do setor de telecomunicações, mostrando-se, pelo contrário, muito otimistas inclusive em relação à economia do país. 

Para começar, Kassab falou sobre o desligamento da TV analógica pelo Brasil, que está fazendo com que a faixa de 700 MHz seja liberada gradativamente para a telefonia móvel, e, em relação ao 5G, disse que o Brasil não está para trás e acompanha a inovação que há no resto do mundo.


Sobre o SGDC, garantiu que entrará em operação entre janeiro e fevereiro de 2018, e que, fora a cobertura em banda larga para áreas remotas, o satélite terá outros dois convênios, com a saúde e educação em todos os estados, fora os 30% de capacidade destinados ao monitoramento das fronteiras.



Henrique Meirelles poupou as palavras quanto às telecomunicações, e decidiu explorar os números da economia brasileira, dizendo que “o Brasil tem vivido uma recuperação sólida, e vai surpreender cada vez mais os analistas”, inclusive com reformas estruturais e a continuação na queda das taxas de juros. Para não dizer que não falou sobre comunicações, ele afirmou que, na história, houve três grandes revoluções: 1ª, agricultura; 2ª, revolução industrial; e 3ª, revolução das telecomunicações.

Por fim, o presidente Michel Temer afirmou que, diferentemente do que ocorria antigamente, “hoje você tem que fugir das ofertas de telefonia”. Também deu destaque ao lançamento do SGDC, que vai universalizar o acesso à banda larga e beneficiar os menos privilegiados, mas, fora isso, deixou o mercado de telecom um pouco de lado. Aproveitou o espaço para falar sobre reforma tributária, reforma do Ensino Médio, FGTS, inflação, mercado de trabalho e simplificação tributária. “Algumas várias” vezes, repetiu a mesma frase: “Estamos colocando o Brasil no século 21”.

Também houve comentários sobre o Plano Nacional de IoT (internet das coisas), que vai beneficiar as áreas de Cidades, Saúde, Agronegócio e Indústria, com políticas e tecnologias aplicadas entre 2018 e 2022.

Apesar do evento ter se iniciado na segunda (2), as palestras das grandes operadoras do país, TIM, Vivo, Claro, Oi e Algar Telecom, começam somente a partir desta terça-feira (3), incluindo a apresentação e o teste de tecnologias em estandes personalizados para cada marca. Continue acompanhando a cobertura do Minha Operadora e saiba tudo sobre o Futurecom 2017!


LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário