quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Criada bateria a base de água para eliminar risco de explosões

O que você achou? 
Estudo feito pela Universidade de Maryland possibilitou a criação da bateria mais segura, mas que ainda tem capacidade de apenas 70 ciclos.

Foi anunciada, nesta semana, a primeira bateria de eletrônicos a base de água, que tem como principal diferencial a segurança, que elimina a chance de explosão de aparelhos eletrônicos. Isso porque, ao invés dos componentes de íon-lítio utilizados hoje em dia, a bateria feita pela Universidade de Maryland tem um eletrólito que não explode, e que também é capaz de carregar um celular.

Na realidade, a bateria acaba ainda não tendo a mesma autonomia do que uma tradicional, pois sua capacidade de armazenamento de energia é menor. Acontece que as outras peças, que têm eletrólitos orgânicos para fazer o carregamento, podem entrar em combustão.

A bateria a base de água, por outro lado, adiciona uma concentração de sal à solução aquosa da bateria e permite que crie uma proteção contra explosões, alcançando quatro volts com seu componente e uma cobertura sólida que também auxilia no processo de desacelerar os desgastes dos eletrodos.

O ponto negativo? Ela aguenta, no máximo, 70 ciclos/cargas. Mas, de acordo com um dos pesquisadores, Chunsheng Wang, este ainda é um ponto para ser melhorado no desenvolvimento do produto, que partiu de uma pesquisa iniciada em 2015. Os custos menores também devem ser pensados daqui para frente.

LEIA TAMBÉM:


Um comentário: