sábado, 8 de março de 2014

Anatel ameaça processar cantor Latino em até R$ 37 mil

O que você achou? 
Na foto: O cantor Latino e sua noiva Rayanne Morais / Reprodução

O cantor Latino, dono de sucessos como “Baby, me Leva” declarou que pretende pretendia contratar um serviço para bloquear o sinal de celular dentro do seu casamento, com custo estimado em R$ 1,2 milhão. Os aparelhos também devem ser apreendidos e mantidos na chapelaria, prática inaugurada pela colega de profissão Sandy, no seu casamento, em 2009.

“É para os convidados ficarem mais confortáveis. Às vezes a gente bebe um pouco e não quer fotos saindo no dia seguinte”, disse ele em dezembro. Mas os planos de Latino fogem das regras da Anatel, a Agência Nacional de Telecomunicações, órgão governamental responsável por colocar ordem no campo da telefonia.

Latino desistiu da ideia de bloquear os celulares no dia de seu casamento com Rayanne Moraes. O cantor e sua futura cônjuge poderiam sofrer um processo por não liberarem o sinal do aparelho da galera boca-livre. Além disso, o casal também pensava em proibir os convidados de usarem os telefones enquanto estiverem hospedados no hotel sede da festa.

A Anatel, que é a agência reguladora de telefonia no Brasil, só permite o bloqueio de celulares em presídios. E o órgão já avisou que a multa pode chegar a R$ 37 mil. Portanto, Latino desistiu desta história. O evento contará apenas com detector de metais.

A cerimônia ocorre na próxima quarta-feira, dia 12 de março.

Nenhum comentário:

Postar um comentário