segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Procon-SP divulga lista com as empresas mais reclamadas em 2013

O que você achou? 

O setor de telecomunicações ultrapassou o de instituições financeiras e liderou em 2013 o ranking do número de demandas de consumidores nos canais de atendimento da Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. As companhias do segmento de telecomunicação, que inclui telefonia, banda larga fixa e móvel e TV por assinatura, registraram em todo o ano passado 75.401 atendimentos no Procon-SP. Já as instituições financeiras (bancos, financeiras, administradoras de cartão e seguros) foram responsáveis por 66.929 queixas. Em 2012, as instituições financeiras eram líderes com 74.987 reclamações. Já as empresas de telecomunicações haviam causado 66.618 atendimentos.

A empresa líder no ranking do Procon-SP em 2013 foi o Grupo Telefônica/Vivo, com mais 11.894 atendimentos, e com resolução de 93% dos casos, segundo o órgão de defesa do consumidor. O Procon-SP destaca que, apesar de registrar o mais alto índice de solução, os consumidores ainda reclamam da Vivo por conta de problemas básicos como demora para realizar reparos ou atender pedidos de transferência de linha.

Além da Telefônica, outras grandes representantes do setor de Telecom se destacam no ranking. A Claro ocupa a terceira posição, com 6,8 mil reclamações e 85% de resolução. A TIM aparece na sexta posição (4,1 mil queixas e 84% de solução). Na sequência está a Net, no 7º lugar, com 4 mil atendimentos e 91% de resoluções. Oi e Sky também ocupam a lista das mais empresas com mais reclamações, sendo respectivamente oitava e décima colocadas. Já a Nextel ocupa a 25º posição, com 948 atendimentos e 88% de solução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário