quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Executivo da TIM sobre venda: "Eu gosto do Brasil, mas estou feliz com o tamanho do cheque"

O que você achou? 
O executivo-chefe da Telecom Italia, Marco Patuano, disse nesta quarta-feira (20), que a empresa avalia diferentes opções para a unidade do Brasil, à medida em que busca formas de pagar as dívidas e melhorar a posição no mercado. Discursando num evento industrial na Espanha, Patuano deu indícios mais claros de que a venda da TIM Participações (que representa 1/4 da receita da Telecom Itália) pode ser uma questão de tempo, apesar de comentários recentes descartarem essa possibilidade.

"Eu gosto do Brasil, eu amo o Brasil", disse, quando perguntado sobre a venda da TIM Brasil. "Mas, se você me perguntar se estou feliz com o tamanho do cheque, a resposta é óbvia."

Ele afirmou que a companhia está focada em assegurar um retorno do investimento no País por acreditar que o Brasil pode continuar como um mercado crescente para telecomunicações nos próximos anos.

Patuano disse que esse retorno pode vir na forma de lucros para a matriz ou de outras maneiras, mas, ao mesmo tempo, afirmou que a Telecom Italia precisa ter uma estratégia clara sobre o que fazer com os fundos que receber. "Não teria de avaliar o tamanho do cheque, mas sim o que fazer com ele. Não está claro qual alternativa acrescentará mais valor ao preço da ação", disse.

As visões do executivo-chefe da Telecom Itália sobre a TIM contrastam com comentário feitos no início do mês, após a empresa italiana anunciar que alcançou um acordo para vender a unidade da Argentina. Na ocasião, Patuano descartou a venda da TIM. "É claro que existe um preço para tudo, mas neste momento o Brasil é o núcleo", afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário