11/07/2024

Sites de jogos invadem páginas do Governo para ganhar acessos do Google

Por meio de uma ação sutil de hackers sites de jogos online conseguem usar sites do Governo para ter mais acessos orgânicos.

Plataformas de jogos online estrangeiras estão invadindo sites de órgãos públicos brasileiros para inserir dados e usar a credibilidade dessas páginas para melhorar suas posições nas buscas do Google.

Segundo matéria do Uol, vários sites de órgãos públicos foram invadidos, incluindo páginas do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Secretarias de Segurança Pública e tribunais de Justiça.

Os hackers inserem palavras-chave e links de jogos no código-fonte dessas páginas oficiais. Isso faz com que, quando alguém busca termos relacionados a jogos, esses sites apareçam no topo do Google por estarem em domínios oficiais.

No mundo virtual, estar à frente dos concorrentes no Google é uma grande vantagem, pois em uma busca há milhões de outras páginas como sugestão de resultado. Foto: Reprodução.

O UOL obteve os resultados de uma auditoria realizada por especialistas em tecnologia da informação que analisaram o tráfego de 36 sites internacionais que invadiram páginas brasileiras oficiais.

Os autores da auditoria pediram para não serem identificados, mas todas as informações foram confirmadas. O documento mostra que essas plataformas aumentam o número de acessos redirecionando usuários. Um exemplo é o site Rico33 (que aparece no print acima), conhecido por jogos eletrônicos não regulamentados. Em agosto de 2023, ele estava na posição 4.498 entre os sites mais visitados do Brasil.

No mês seguinte, ele começou a receber visitas de sites importantes, o que fez seu número de acessos aumentar rapidamente. Em setembro, já estava na posição 2.546. Em junho deste ano, subiu para a posição 321.

Entre agosto e dezembro de 2023, a plataforma recebeu 1,1 milhão de acessos apenas de redirecionamentos de páginas, conhecidos como backlinks. Um especialista consultado mencionou que esse é apenas um caso entre dezenas de outros que estão fazendo o mesmo.

Além deste trabalho, essas plataformas usam sites intermediários, localizados na China ou nos Estados Unidos, para redirecionar cliques para suas páginas principais ligadas ao mesmo grupo.

O grande truque de toda essa ação está modo de operação dos criminosos e de como eles passam desapercebidos das autoridades locais. Nesse tipo de invasão, hackers não derrubam páginas para deixar mensagens, mas sim entram nelas e tentam ficar escondidos para não serem notados pelos administradores.

Sendo assim, como a segurança dos sites estão mais atenta a invações mais severas, acabam não lidando diretamente com casos como os citados aqui.

Apesar desta facilidade de ação dos cirminosos, o GSI – Gabinete de Segurança Internacional disse que o governo está melhorando a segurança na internet do Governo eFderal com várias medidas, como políticas de segurança da informação e cibersegurança, e ação de comitês e redes para lidar com incidentes cibernéticos.

ViaUol
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários