11/07/2024

TV 3.0: Anatel e MCom compartilham detalhes sobre a nova televisão digital

Nova era da TV Digital é chamada de TV 3.0 e chegará ao Brasil em breve, segundo as autoridades de regulação do setor.

Nesta terça-feira, dia 25, o secretário de Comunicação Social Eletrônica do Ministério das Comunicações, Wilson Wellisch, moderou um painel intitulado “TV 3.0 e Faixas de Uso do Espectro pela Radiodifusão” durante o Workshop de Espectro, promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O evento teve como principal objetivo fomentar debates sobre o acesso e a utilização do espectro de radiofrequências no Brasil. Esses debates são especialmente relevantes no contexto da prestação de serviços móveis pessoais e de radiodifusão.

Wilson Wellisch afirmou que foi bastante gratificante compartilhar um pouco do que está sendo desenvolvidos em relação a implantação TV 3.0 no Brasil.

“Foi muito gratificante compartilhar um pouco dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos para a TV 3.0, tanto suas funcionalidades, quanto as possibilidades de negócio para os radiodifusores”.

O workshop reuniu especialistas de diferentes setores, incluindo prestadoras de serviços de telecomunicações, fabricantes de equipamentos, radiodifusores, operadoras de satélite e associações. Durante o evento, foram discutidos temas fundamentais como a administração do espectro de radiofrequências, estratégias para o planejamento de licitações e as tendências atuais em tecnologia no campo das comunicações.

Além de Wellisch, participaram do painel sobre a TV 3.0 e Faixas de Uso do Espectro pela Radiodifusão, Rodrigo Gebrim (Anatel), Samir Nobre (Abratel), Luiz Carlos Abrahão (Abert), Raymundo Barros (Fórum SBTVD), Octávio Pieranti (SECOM/Presidência) e Milene Franco (Qualcomm).

Rodrigo Gebrim, Gerente de Espectro, Órbita e Radiodifusão da Anatel, anunciou que até o final de julho deste ano a área técnica deve enviar ao Conselho Diretor da agência a proposta para uso do espectro da TV 3.0.

Ele indicou uma previsão inicial de 10 a 14 canais na faixa de 216 a 400 MHz. Gebrim explicou que a variação no número de canais ocorre devido ao processo de desocupação da faixa, atualmente utilizada para fins militares. A Anatel está em negociação com diferentes players para realocação visando melhor atender às necessidades do setor. À medida que a tecnologia migra, espera-se um aumento no número de canais disponíveis.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários