20/07/2024

Inteligência Artificial: Anatel cria IA para Governo brasileiro

Superintendencia da Anatel esta criando uma IA - Inteligência Artificial que deve servir para diversas questões do Governo.

IA no Governo Brasileiro? A Anatel criou uma ferramenta de inteligência artificial generativa para automatizar a produção de documentos comuns, como ofícios. Essa ferramenta, integrada ao SEI (sistema eletrônico de gestão de documentos usado pelo Poder Público em Brasília), pode ser acionada por servidores para acelerar o processo de criação de documentos.

O novo módulo de inteligência artificial generativa está sendo finalizado pela agência, desenvolvido internamente após a criação de um grupo de trabalho em 2023. Este módulo, integrado ao SEI, não apenas gera documentos, mas também realiza a sumarização de processos.

O desenvolvimento envolveu a utilização de dois modelos de linguagem, incluindo pelo menos um modelo brasileiro. Abraão Balbino, superintendente executivo da Anatel, anunciou o lançamento iminente deste recurso durante uma reunião do Conselho Consultivo em 18 de junho.

O superintendente explicou que eles estão “concluindo o desenvolvimento de um módulo do SEI de inteligência artificial generativa que será lançado agora em junho. Desenvolvemos internamente, e isso poderá ser utilizado por quaisquer outros órgãos”. Além disso ele ainda explicou que:

“Um servidor, por exemplo, quer fazer uma notificação a todas as operadoras de um determinado assunto. Ele pede para o módulo desenvolver um ofício, e a partir do comando, este ofício é gerado. A solução é treinada com todo o repositório, todos os históricos de processos da Anatel.”

A Anatel está explorando o impacto da inteligência artificial nas telecomunicações, planejando estabelecer um observatório de iniciativas e criar um ambiente de fomento para o desenvolvimento dessa tecnologia no setor. A autarquia está conduzindo uma tomada de subsídios para receber contribuições sobre o tema através de seu site de participação social.

Por fim, Abraão sugere que a Anatel assuma o papel de reguladora da inteligência artificial no Brasil, citando a expertise da agência para monitorar de perto essa área. Ele menciona uma parceria recente com a Unesco para acompanhar a implementação de recomendações éticas sobre IA, destacando a formação de uma equipe dedicada a esse fim como um passo inicial em um trabalho que continuará a se desenvolver.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários