15/06/2024

Correios lançam selo sobre 10 anos do Conselho Nacional dos Direitos Humanos

Além do selo os Correios também lançaram um carimbo em comemoração a data especial do Conselho de Direitos Humanos.

Os Correios, ligados ao Ministério das Comunicações (MCom), lançaram um carimbo e um selo para celebrar os 10 anos do Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH). O evento ocorreu na sede do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC), em Brasília, com a presença de autoridades como Ludymilla Chagas, chefe da Assessoria de Participação Social e Diversidade do MCom, Paulo Henrique Soares de Moura, superintendente dos Correios em Brasília, e o ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Luiz de Almeida.

Na reunião, Ludymilla Chagas, representando o Ministro das Comunicações, Juscelino Filho, elogiou o papel do Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) ao longo dos 10 anos de existência.

Ela destacou que a celebração do aniversário do CNDH é uma homenagem às conquistas passadas e um compromisso renovado com o futuro na defesa dos direitos humanos. Ludymilla ressaltou que o CNDH tem sido uma força constante na proteção dos direitos de todas as pessoas, independentemente de sua origem, orientação sexual, identidade de gênero, raça ou religião.

“Ao longo da última década o CNDH se mostrou uma fortaleza inabalável na defesa dos direitos de todos, independentemente de sua origem, orientação sexual, identidade de gênero, raça ou religião. Agora, é continuar atuando de forma incansável para construir uma sociedade cada vez mais justa e igualitária”.

Já Paulo Henrique, dos Correios, elogiou o papel da estatal na promoção da igualdade e parabenizou o Conselho por sua defesa contínua dos direitos humanos.

E o ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Luiz de Almeida, destacou a importância de celebrar as conquistas históricas do Conselho, mas também ressaltou a necessidade de enfrentar novos desafios, como a consolidação da democracia.

“Com o tempo, surgiram novas pautas. Os desafios são novos e precisamos nos debruçar sobre temas que apareceram nos últimos anos, como a busca pela consolidação da democracia”.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários