14/05/2024

Serviço do Google vai parar de funcionar em celulares Android mais antigos

De acordo com a empresa, os usuários de smartwatch também serão afetados e precisarão atualizar seus dispositivos.

A partir de 10 de junho, a Carteira do Google deixará de funcionar em alguns aparelhos celulares. Acontece que de acordo com a empresa, os dispositivos que tiverem com o Android mais antigo deixarão de ter suporte ao aplicativo. Ou seja, por questão de proteção do recurso do app, já que as versões do Android anteriores a 9 não recebem mais atualizações de segurança.

(Reprodução/Internet)

Já para aqueles que usam a plataforma financeira em smartwatch, o Google exigirá Wear OS 2 ou superior. Dessa forma, em ambos os casos, os usuários terão que atualizar o dispositivo para a versão mais recente do sistema operacional.

“Para garantir a proteção dos recursos da Carteira do Google, como pagamentos por aproximação, precisamos enviar atualizações de segurança ao seu dispositivo. Porém, não é possível fazer isso para as versões do Android anteriores à 9”, justificou o Google.

De acordo com dados do Android Studio, cerca de 86,4% dos dispositivos que executam o sistema operacional Android já estão atualizados para a versão Android 9 (Pie) ou superior, o que significa que a maioria dos usuários não será afetada. No entanto, aqueles que ainda possuem dispositivos mais antigos precisarão atualizar seus sistemas operacionais ou, em alguns casos, adquirir um novo dispositivo para continuar a usar o app.

A Carteira virtual do Google ou qualquer outra carteira digital é uma opção mais segura para aqueles consumidores que não querem passar o cartão em uma loja física ou inserir dados do cartão online. Isto porque essas carteiras não guardam nem enviam os números reais do seu cartão de crédito e usam NFC (comunicação de campo próximo) em vez de Wi-Fi para transmitir detalhes de pagamento.

As atualizações de segurança são fundamentais para essas transações, e como somente os aparelhos a partir do Android P (9) recebem esses updates, as transações nesses dispositivos podem não se manter seguras, tornando-os mais vulneráveis a ataques hackers.

FonteGoogle
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários