24/05/2024

Plataforma promete transações financeiras totalmente integradas ao WhatsApp

Novidade tecnológica promete usar o WhatsApp como aliado na hora que for necessário executar transações financeiras.

A fintech Magie lançou sua plataforma nacional de transações bancárias integrada ao WhatsApp, utilizando inteligência artificial generativa. Em fase piloto desde o início do ano, já processou mais de R$ 13 milhões em transações.

A ferramenta é gratuita e interpreta instruções e dados em áudio, imagem e texto para realizar transferências, agendamentos e pagamentos de contas.

Luiz Ramalho, fundador e CEO da Magie, destaca que a plataforma compreende comandos em linguagem cotidiana, facilitando a interação para os clientes.

“A Magie, diferentemente de apps de banco, entende pedidos feitos com uma linguagem do cotidiano, como se os clientes estivessem falando com um amigo ou com seu gerente do banco”.

A fintech oferece suporte em tempo real aos clientes, respondendo perguntas e fornecendo informações sobre contas e saldos. Seu foco está em pessoas físicas com alto volume de transações financeiras, oferecendo uma solução que combina funcionalidades bancárias com assistência pessoal.

Atualmente, o serviço está em fase de acesso restrito, disponível apenas para convidados e usuários previamente selecionados. Para aqueles interessados em explorar essa tecnologia, é possível indicar o interesse em participar da lista de espera diretamente no site da empresa. Para utilizar a plataforma, é necessário manifestar o interesse em ingressar na lista de espera através do site da empresa.

Além disso, existe a opção de receber um convite de alguém que já está utilizando o serviço. Essa abordagem visa controlar o acesso inicial, garantindo uma experiência de qualidade e gerenciando o crescimento do usuário de forma organizada.

Segundo Ramalho, a proposta consiste em empregar a inteligência artificial com o objetivo de disponibilizar um serviço de private banking, que tradicionalmente é acessível apenas para uma parcela específica da população, para um número mais amplo de pessoas.

Ele ressalta que, com o avanço do Open Finance, a perspectiva é de que seja viável estabelecer conexões com todas as instituições bancárias, o que permitirá ampliar as capacidades do serviço para englobar outras atividades financeiras além do private banking.

O CEO enfatiza, portanto, a intenção de democratizar o acesso a serviços financeiros mais sofisticados e personalizados por meio da integração de tecnologias como a inteligência artificial e o Open Finance.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários