14/05/2024

Baixa demanda de 5G na América do Norte gera baixo lucro para a Nokia

Resultados financeiros da Nokia frustram expectativas do executivos da companhia por conta da baixa demanda de 5G.

A Nokia, fabricante de equipamentos de telecomunicações da Finlândia, divulgou um lucro trimestral abaixo das expectativas, devido à baixa demanda por dispositivos 5G nos principais mercados da América do Norte e Índia.

O presidente-executivo, Pekka Lundmark, afirmou que este ano ainda será fraco para o mercado de RAN móvel, mas espera uma melhora gradual ao longo do ano.

“Este ainda será um ano fraco para o mercado de RAN (rede de acesso por rádio) móvel e esperamos, como eu disse, que ele melhore gradualmente durante o ano”.

A Nokia e a Ericsson estão reduzindo custos devido à queda na demanda por equipamentos 5G na América do Norte e perdas de participação de mercado na China. Ambas as empresas estão demitindo milhares de funcionários. No primeiro trimestre, o lucro operacional da Nokia foi de 597 milhões de euros, um aumento em relação ao ano anterior, impulsionado por cortes de custos.

Quatro analistas consultados pela LSEG esperavam, em média, um lucro de 663 milhões de euros para a Nokia. Nesta quinta-feira, as ações da Nokia mudaram de direção e começaram a subir 1,5%, depois de terem caído 3% anteriormente.

Os analistas do JPMorgan observaram que a tendência de vendas fracas da Nokia resultou em um lucro abaixo do esperado. No entanto, eles afirmaram que a empresa está em uma posição favorável para uma recuperação.

O segmento de redes móveis, que inclui pedidos de dispositivos 5G, testemunhou uma queda de 37% nas vendas em moeda local no trimestre. A Nokia declarou que isso marcou um ponto baixo este ano e espera uma recuperação para o restante de 2024.

Em janeiro, a Nokia havia antecipado uma recuperação na demanda para a segunda metade de 2024, enquanto a Ericsson declarou na terça-feira que esperava uma normalização nas suas vendas durante o segundo semestre. Paolo Pescatore, da PP Foresight, considera positiva a confiança a médio e longo prazo da Nokia e da Ericsson no mercado. No entanto, ele ressalta que incertezas macroeconômicas, eventos eleitorais e as atuais tensões geopolíticas ainda são grandes preocupações que podem impactar o setor.

ViaUol
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários