05/04/2024

MCom inicia obras de infovia que vai conectar Belém e Macapá com fibra óptica

Ministro Juscelino Filho afirma que Belém vai fazer parte da maior rede no mundo de internet por fibra óptica submersa em rios.

Nesta segunda-feira (11), o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, vai dá início às obras de implantação da infovia, em Belém (PA), que vai conectar a capital paraense e Macapá (AP) com internet de fibra óptica, além de pequenas cidades na Ilha de Marajó. Durante o dia, o ministro vai cumprir agenda na cidade com outras ações de inclusão digital e melhoria da conectividade na região.

Juscelino Filho afirma que a infovia em Belém vai fazer parte da maior rede no mundo de internet por fibra óptica submersa em rios. “Este é um grande projeto que nos enche de orgulho. Não há nada semelhante em qualquer outro país. É levar internet veloz, de qualidade a municípios que têm difícil acesso. Só nesse trecho até Macapá são quase R$ 100 milhões de investimento. O projeto todo chega a mais de R$ 1 bilhão em toda a região da Amazônia”, disse em entrevista ao Grupo Liberal.

Mais de 70 pessoas irão trabalhar durante quase um mês em uma plataforma para levar conectividade para a região. Com isso, escolas, unidades de saúde, as prefeituras, os fóruns, enfim, locais que servem o cidadão e que podem, efetivamente, melhorar a vida das pessoas, passarão a ter internet de qualidade.

À tarde, o ministro participa da Blitz de Telefonia Móvel, em parceria com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que será iniciada em frente ao Solar da Beira. A iniciativa analisa as chamadas regiões de “sombra”, com problemas de sinal.

A fiscalização vai passar a semana em diversos pontos da cidade e analisar a qualidade do sinal”, explicou o ministro que também vai participar de uma cerimônia no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia para doação de 1 mil computadores para laboratórios de informática no Pará e a formatura de 829 alunos de cursos de formação do Centro de Recondicionamento de Computadores (CRC) de Belém.

Esses equipamentos foram restaurados e recondicionados pelos alunos que estão em capacitação profissional e transformados em laboratórios de informática dentro dos Centros de Recondicionamento de Computadores (CRC), do Ministério das Comunicações. É um programa que cuida do meio ambiente ao dar destino ao lixo eletrônico, é educação e capacitação profissional para o mercado de trabalho e é inclusão digital ao ampliar o acesso à internet e computadores em regiões e cidades que muitas vezes não têm laboratórios em escolas, entidades, etc.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários