12/06/2024

Mark Zuckerberg testa Apple Vision Pro e faz crítica a produto rival

Em três minutos e meio de vídeo, o CEO da Meta fez um review misto, comparando o dispositivo da Apple com o Meta Quest 3.

Em uma postagem no Instagram, o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, publicou um vídeo com um “review” dos novos óculos de realidade virtual Apple Vision Pro, da Apple. O executivo fez uma espécie de análise do produto, que embora tenha reconhecido algumas qualidades na concorrente, não poupou comentários e disparou elogios para o dispositivo da sua própria empresa.

A Meta é uma empresa que tem apostado bastante no conceito de metaverso e nos óculos especiais da linha Meta Quest. Em um vídeo de três minutos e meio, Zuckerberg fez um review misto, admitindo que o produto rival tem pontos fortes diferentes, mas que o seu é o melhor para a maioria das pessoas.

Zuckerberg afirma que o Meta Quest 3, além de preço por ser sete vezes mais barato que os óculos da Apple, é o melhor produto. “Antes, eu esperava que o Meta Quest seria o de melhor valor para a maioria das pessoas por ser muito bom e umas sete vezes mais barato. Mas, depois de usá-lo não só acho que ele tem um valor melhor, mas é um produto melhor e ponto final“, defende.

Para nível de entendimento, o Apple Vision Pro começou a ser vendido nos Estados Unidos por US$ 3,4 mil (cerca de R$ 17 mil), enquanto que o Meta Quest 3 sai por US$ 500 (cerca de R$ 2.5 mil). Vale ressaltar que o produto da Apple começou a ser vendido dia 2 de fevereiro, enquanto que o da Meta está disponível desde novembro de 2023.

Zuckerberg cita que respeita às decisões diferentes de design de ambos, admitindo que a tela da Apple tem uma resolução mais alta e que seu rastreamento ocular é “muito bom”. mas reforça que o Meta Quest é melhor “pela vasta maioria de coisas que são usadas pelas pessoas em realidade mista“, além de ser mais confortável.

Na prática, o CEO diz que o Meta Quest 3 é o melhor para se mover enquanto joga, socializar, navegar em janelas e trabalhar, além de pesar 120g a menos que o Vision Pro e não ter fios ligados à bateria. Ele ainda que mesmo com maior resolução, o produto Apple tem um “efeito de borrado” quando você mexe a cabeça para os lados.

Zuckerberg ainda fala da limitação do produto rival em relação a biblioteca imersiva “profunda” e com mais colaborações. Por exemplo, o Vision Pro não vem com aplicativos nativos de YouTube e Netflix.

“Quando eu vejo, há muita gente que só acha que o Vision Pro será de maior qualidade só porque é da Apple e é US$ 3 mil mais caro. Mas eu, honestamente, estou bastante surpreso por o Quest ser tão melhor na maioria das coisas”, cita o empresário.

Por fim, Mark acrescenta: “Se você voltar à era do PC, o modelo aberto da Microsoft foi o vencedor. Nesta próxima geração, a Meta será o modelo aberto, e eu realmente quero ter certeza de que o modelo aberto vencerá novamente. O futuro ainda não está escrito”.

Agradecendo ao pior dos fãs da Meta, ele finaliza o vídeo dizendo: “A melhor maneira de projetar o futuro é inventando”.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários