04/03/2024

Ministério das Comunicações faz balanço sobre avanço da TV 3.0 em 2023

Pasta do Governo Federal, Ministério das Comunicações, fez um apanhado geral sobre o avanço do projeto de TV 3.0 no Brasil.

O Ministério das Comunicações (MCom), afirma que no último ano de 2023 desempenhou um papel crucial na definição das orientações para a implementação e aprimoramento do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre, conhecido como TV 3.0. Além disso, disse também que buscou assegurar a disponibilidade de espectro de radiofrequências para a efetiva integração desse sistema no território brasileiro.

TV

A TV 3.0 representa uma inovação tecnológica significativa, prometendo elevar a qualidade da imagem de Full HD para resoluções de 4K ou até 8K. Esse avanço implica, no mínimo, quadruplicar o número de pixels, proporcionando melhorias notáveis na reprodução de cores e nitidez. O contraste será aprimorado através da implementação de tecnologias de High Dynamic Range (HDR). Adicionalmente, a tecnologia oferece uma experiência sonora imersiva, permitindo que o espectador se sinta envolvido no ambiente virtual.

O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, destacou que a nova geração de TV Digital integrará o conteúdo transmitido pelos serviços de radiodifusão com a internet, gerando novos modelos de negócios e oportunidades de emprego. Durante sua participação no NAB Show 2023, a maior feira mundial de tecnologia, entretenimento e mídia, realizada em abril, o ministro se reuniu com representantes das empresas brasileiras de radiodifusão para discutir os avanços e perspectivas da TV 3.0 no Brasil.

Em abril, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou o Decreto nº 11.484, estabelecendo diretrizes para o avanço tecnológico no Brasil, garantindo a disponibilidade de radiofrequências. Com isso, o MCom lembra que criou um Grupo de Trabalho (GT) para desenvolver padrões tecnológicos, regulamentação e cronograma para a implantação da TV 3.0, prevista para 2025. Presidido por Wilson Wellisch, o GT reúne especialistas, cientistas e representantes de órgãos como a Anatel e os ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação, e da Fazenda.

Wellisch enfatizou que a TV 3.0 pode revolucionar o acesso ao conteúdo no Brasil, enfrentando a concorrência dos serviços de streaming. Juscelino Filho apresentou o projeto da TV 3.0 no SET Expo 2023 e anunciou a entrega da proposta de regulamentação até 31 de dezembro de 2024.

Em setembro, o MCom destacou que liderou a 3ª Reunião Ordinária do Grupo de Trabalho (GT) para discutir os testes das tecnologias candidatas para a Camada Física da TV 3.0, responsável pela transmissão do sinal pelo ar. As tecnologias avaliadas foram ATSC 3.0, ISDB-T Avançado e 5G Broadcast, com resultados indicando conformidade com os requisitos técnicos do Projeto TV 3.0.

Em outubro, a pasta lembra que apresentou uma portaria com diretrizes complementares para canalização e cobertura da TV 3.0, publicada no Diário Oficial da União. A portaria determina à Anatel a destinação primária e exclusiva das faixas de VHF alto e UHF para o serviço de radiodifusão, visando a implementação da evolução da TV 3.0.

Por fim, o MCom destacou que desde 2021 coordena, com o Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre, um estudo com universidades e parceiros sobre as tecnologias da TV 3.0. Em fevereiro de 2022, o projeto entrou na última fase com testes complementares, pesquisa, desenvolvimento e padronização, com planejamento para atividades em 2023 e 2024.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários