20/07/2024

WDC poderá importar produtos Huawei voltados para ISPs no Brasil

Empresas assinam Memorando de Entendimento ampliando a parceria. A distribuidora também terá acesso a produtos na Colômbia.

Nesta terça-feira (14), a Huawei e a WDC Networks assinaram um Memorando de Entendimento (MoU), ampliado a parceria entre as empresas, onde a distribuidora passa a importar diretamente toda a linha de produtos da fabricante voltadas a provedores de serviços de internet (ISPs).

À esquerda, Ricardo Matsui (vice-diretor de parceiros empresariais do Brasil na Huawei) e, à direira, Bruno Rigatieri (diretor comercial da WDC Networks). Imagem: Divulgação

Com isso, a WDC passa a ter acesso a produtos da Huawei, como switches, roteadores de WiFi 6 e mini-FFTO para escritórios, além de equipamentos de FTTH, GPON, DWDM e toda a linha IP.

Além da distribuição no mercado brasileiro, os produtos também poderão ser distribuídos por meio da filial da distribuidora, na Colômbia, onde a WDC poderá ofertar o mesmo portfólio que trará da China ao Brasil, trabalhando com estratégia semelhante junto aos ISPs e às empresas. Esse último acordo está programado para a próxima sexta-feira, 17.

Por meio de nota, a WDC colocou à disposição para os provedores de serviços de internet que buscam atualizar o parque de telecomunicações opções de créditos facilitadas e ao modelo TaaS (Tech as a Service). “O objetivo é viabilizar projetos num momento em que a demanda por conectividade exige infraestruturas capazes de entregar velocidade e performance”, diz Vanderlei Rigatieri, CEO da WDC Networks.

Atualmente, as duas empresas já possuem um acordo que envolve a distribuição de equipamentos de data center, energia solar e a linha eKit de soluções para pequenas e médias empresas. Entretanto, informou que há perspectiva de ampliar ainda mais a parceria comercial.

Vale lembrar que a WDC e a Huawei já trabalham em treinamento de equipes e contratações de profissionais para os segmentos de telecom e corporativo (enterprise) para atendimento dedicado às soluções da fabricante. “Pretendemos expandir negócios com nossa base de clientes de ISP, mas acreditamos que esses produtos de conectividade LAN irão reforçar as vendas no mercado corporativo, especialmente PME [pequenas e médias empresas]”, afirma o CEO Vanderlei Rigatieri.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários