27/02/2024

Telefónica assume novas metas de redução de emissão de carbono

Telefónica já alcançou redução de 80%, reforçando o compromisso com emissões líquidas zero e a sustentabilidade em toda a cadeia de valor.

A Telefónica anunciou que tem como meta reduzir em 90% as emissões provenientes de suas operações globais (dentro da própria empresa) até 2040. Isso inclui não apenas suas operações diretas, mas também as relacionadas à sua cadeia de valor em 56%. Antecipando suas previsões, a empresa já atingiu uma redução de 80% em 2022, oito anos antes do planejado. Esse compromisso faz parte de sua iniciativa para alcançar emissões líquidas zero até 2040, abrangendo toda a cadeia de valor.

Telefonica

Durante um evento sobre energia e mudanças climáticas, a Diretora de Meio Ambiente e Direitos Humanos da Telefónica, Maya Ormazabal, enfatizou a urgência de acelerar as ações diante da crise climática. Ela ressaltou a ambição da empresa em superar os objetivos estabelecidos no Acordo de Paris, buscando emissões líquidas zero até 2040 em toda a cadeia de valor e neutralizando as emissões de suas principais operações a partir de 2025. Isso é impulsionado pelo Plano de Ação Climática da empresa, que envolve medidas como a implementação de redes mais eficientes, como fibra e 5G, o uso de energia renovável e a redução de emissões provenientes de combustíveis e gases refrigerantes.

Joanes Ribas, Diretora de Sustentabilidade da Vivo (marca comercial da Telefônica Brasil), destacou que a empresa já reduziu suas próprias emissões em 88% nos últimos sete anos. Isso foi possível graças ao uso de energia 100% renovável e biocombustíveis em suas operações, juntamente com programas de eficiência e melhorias operacionais. A Vivo também compensa as emissões diretas que não pode evitar através de projetos de conservação na Amazônia. Para alcançar a meta global de emissões líquidas zero até 2040, a empresa está trabalhando com seus 125 fornecedores mais intensivos em emissões, incentivando-os a realizar inventários e assumir compromissos ambientais.

“Isso reforça a coerência das iniciativas da Vivo diante de seus principais desafios climáticos”.  

Em 2022, o Grupo Telefónica conseguiu reduzir o consumo de energia em 7,2% em comparação com 2015, mesmo com o tráfego em suas redes aumentando significativamente. Isso foi possível graças à implementação de projetos de eficiência energética e ao fato de que 82% da eletricidade usada globalmente é proveniente de fontes renováveis, atingindo 100% no Brasil, Europa, Peru e Chile.

O 14º Workshop Global de Energia e Mudanças Climáticas da Telefónica reuniu mais de 250 executivos ao longo de três dias. Este evento foca em inovações para proteger o planeta, reduzir o consumo de energia e a pegada de carbono global.

O compromisso ambiental da Telefónica é um pilar essencial no Grupo, evidenciado pela Oficina de Mudanças Climáticas existente há 16 anos. Nos últimos sete anos, a empresa reduziu suas emissões em 51%, sendo 80% nos escopos 1 + 2 (operacionais) e 32% no escopo 3 (cadeia de valor).

Para garantir o cumprimento de seus objetivos a curto, médio e longo prazo, a Telefónica, também, possui um Plano de Ação Climática, aprovado pelo Conselho de Administração, no qual estabelece objetivos e medidas respaldados pela ciência para apoiar sua transição para uma economia com baixa emissão de carbono. Esse plano permite que a mesma seja mais eficiente e resiliente, aproveitando as oportunidades de uma economia descarbonizada. A empresa está ciente de seu papel como motor de mudança na economia e nas sociedades em que opera, uma vez que as transições verde e digital caminham juntas, apoiando seus clientes em seus próprios objetivos de descarbonização com conectividade e soluções digitais.  

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários