24/02/2024

Brisanet anuncia adoção de energia sustentável em suas instalações

Operadora regional, Brisanet, anunciou que vai adotar o uso de energia limpa renovável em algumas das suas bases de operação.

A empresa Brisanet anunciou uma nova iniciativa sustentável em suas instalações nos estados do Maranhão, Paraíba e Rio Grande do Norte. Agora, a empresa adotará o uso de energia renovável através da Geração Distribuída Compartilhada.

Brisanet

Isso significa que as unidades consumidoras da Brisanet nesses estados receberão créditos gerados a partir de plantas de energia solar fotovoltaica. Essa medida sustentável resultará em uma economia anual de cerca de 15% para as unidades consumidoras.

O projeto teve seu início em abril deste ano, quando a Empresa implementou seu plano de Geração Distribuída na modalidade compartilhada em Pernambuco. Agora, como parte de seus compromissos com a sustentabilidade, a empresa de telecomunicações tem planos de expandir esse projeto para outros estados do Nordeste, como Ceará, Piauí, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Essa iniciativa tem como objetivo atender à crescente demanda de energia necessária para a operação da Rede Móvel 4G/5G da Brisanet. A expansão da geração distribuída de energia elétrica visa suprir as necessidades de consumo de energia de forma significativa a médio e longo prazo. Isso contribuirá não apenas para a eficiência operacional da empresa, mas também para a redução do impacto ambiental, promovendo práticas mais sustentáveis no setor de telecomunicações.

O Diretor de Operações da telecom, João Paulo Estevam, afirmou que a operadora está no caminho certo para contribuir de forma positiva na região Nordeste, focando no uso de energia limpa e renovável.

“Estamos entusiasmados em abraçar esse modelo de negócio que se alinha perfeitamente ao nosso compromisso com a inovação, tecnologia e conectividade. A Brisanet está no caminho certo para consumir energia limpa em todos os estados do Nordeste, contribuindo significativamente não apenas para a geração de valor financeiro, mas também para a transição energética global em direção a um planeta mais sustentável”.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários