03/03/2024

Anatel faz evento sobre Segurança Cibernética e Combate à Fraude

Anatel realizou mais um evento para falar sobre cibersegurança e a importância de estar preparado para essa pauta.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) realizou um evento em Brasília chamado Workshop de Segurança Cibernética e Combate à Fraude no Ecossistema Digital, no dia 23/11. O workshop reuniu representantes do governo, acadêmicos e empresas para discutir como é importante que diferentes setores colaborem mais para reduzir os riscos de ataques cibernéticos. A gravação do evento está disponível no canal da Anatel no YouTube.

Anatel

Andrea Grippa, chefe substituta da Assessoria Internacional da Anatel, explicou que a Agência tem trabalhado em níveis nacional, regional e internacional para promover a segurança cibernética. Ela destacou que, no âmbito nacional, a segurança cibernética é uma prioridade estratégica não apenas para proteger as redes, mas também para garantir a segurança dos cidadãos. Grippa enfatizou que a segurança cibernética impulsiona o desenvolvimento econômico e social, sendo, portanto, uma prioridade.

Além disso, ela mencionou que, em níveis regional e internacional, a Anatel, representando o Brasil em organizações internacionais de telecomunicações, tem a oportunidade de compartilhar experiências com outros países e adotar boas práticas.

A chefe da Divisão de Defesa e Segurança Cibernética (D-Ciber) do Ministério das Relações Exteriores, Larissa Schneider Calza, destacou que o Brasil é ativo na área de segurança cibernética. Ela mencionou a participação do país em cinco das seis reuniões do Grupo de Peritos Governamentais da ONU sobre o assunto, incluindo duas vezes como presidente. Em 2015, durante a presidência do Brasil, foram estabelecidas onze regras para o comportamento responsável dos Estados no espaço cibernético.

Daniel Brandão Cavalcanti, coordenador-geral de Políticas Públicas para Serviços de Telecomunicações da Secretaria de Telecomunicações do MCom, ressaltou que o Brasil tem se preocupado com a segurança das telecomunicações desde os anos 70. Ele destacou a implementação de medidas importantes e a existência de um sólido conjunto de leis e normas para prevenir incidentes cibernéticos. O coordenador mencionou a presença de uma Política de Segurança da Informação, uma Estratégia de Segurança Cibernética e uma rede federal para tratar incidentes.

O evento começou com uma apresentação do Marcelo Malagutti, Assessor Especial do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI/PR). Em seguida, foram abordados três temas principais:

  1. Contribuição do Setor de Telecomunicações na Segurança Cibernética: Exploramos como o setor de telecomunicações pode promover a segurança cibernética, discutindo sua atuação, melhores práticas e os desafios enfrentados.
  2. Combate à Fraude no Ecossistema Digital: Compartilhamos experiências relacionadas à persecução penal de crimes cibernéticos, visando o combate efetivo contra fraudes no ambiente digital.
  3. Estudo de Casos sobre Ataques Cibernéticos e Fraudes Digitais: Analisamos casos práticos de ataques cibernéticos e fraudes digitais, destacando as lições aprendidas e as melhores práticas adotadas em resposta a esses incidentes.

O objetivo do workshop foi fornecer informações claras e práticas sobre temas relevantes de segurança cibernética, abordando a contribuição de diferentes setores, estratégias de combate à fraude digital e aprendizados a partir de casos reais.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários