22/02/2024

Oi leiloa ações e revela novos detalhes sobre distribuição de valores

Oi compartilha resultados de leilão e explica como valores serão distribuidos entre os diferentes tipos de acionistas.

A Oi (B3: OIBR3, OIBR4; OTC: OIBZQ, OIBRQ), que está passando por um processo de recuperação judicial, realizou um leilão para vender algumas das suas ações. Essas ações foram agrupadas e divididas em partes menores. No leilão, eles venderam 251.741 partes das ações comuns e 27.972 partes das ações preferenciais da empresa, o que resultou em um total de R$212.462,94, após a dedução de taxas.

leilão

Eles também disseram através de um comunicado enviado ao mercado que vão realizar outro leilão para vender as partes restantes das ações, mas ainda não disseram quando isso vai acontecer.

Os valores obtidos com a venda das ações nos leilões serão distribuídos aos seus proprietários de acordo com a quantidade de ações que possuem. Isso ocorrerá dentro de 7 dias úteis após a conclusão do último leilão que venda todas as ações. A distribuição será feita da seguinte maneira:

  1. Para um acionista e tem uma conta no Banco do Brasil, o valor será automaticamente depositado em sua conta corrente no Banco do Brasil, desde que ele tenha manifestado o desejo de receber dessa forma e suas informações no banco estejam atualizadas;
  2. Quem possui ações custodiadas na Central Depositária da B3 (ou seja, comprou ações por meio de corretoras), o valor que pertence ao acionista será transferido diretamente para a B3, que cuidará de repassá-lo por meio dos agentes de custódia;
  3. Quem não se encaixa nas duas categorias anteriores, terá que solicitar o pagamento na agência do Banco do Brasil de sua preferência. Será possível escolher receber o valor em dinheiro no caixa ou optar pelo depósito em conta corrente de outro banco, sendo necessário fornecer os dados bancários relevantes. Esses custos de transferência ficam por conta do acionista;
  4. Caso as ações estiverem bloqueadas ou se o acionista estiver com informações desatualizadas, o valor será mantido pela empresa e ficará à sua disposição durante o período de prescrição determinado por lei. O pagamento só será feito após a apresentação dos documentos comprobatórios necessários para desbloqueio ou identificação, dependendo da situação.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários