27/02/2024

Intelbras faz acordo e irá incorporar produtos da FiberHome no Brasil

Objetivo do acordo é unir a expertise das empresas e tem foco inicial no mercado de provedores de internet (ISPs).

Nesta terça-feira (24), a Intelbras anunciou que firmou um acordo de cooperação com a FiberHome, fabricante de produtos para o mercado de telecomunicações e infraestrutura de redes. Segundo o comunicado ao mercado, a partir de 1º de janeiro de 2024, a empresa vai incorporar em seu portfólio a linha de produtos da chinesa.

De acordo com a Intelbras, o objetivo deste acordo, que não teve o valor divulgado, é unir a expertise das empresas e tem foco inicial no mercado de provedores de internet (ISPs).

“Com isso, será possível oferecer uma solução completa aos clientes, suporte especializado e alta tecnologia para atendimento de projetos de pequeno, médio e grande porte”, diz Rafael Boeing, diretor de relações com investidores da companhia.

A partir do ano que vem, a Intelbras passará a fabricar e comercializar, de forma exclusiva no Brasil, as soluções para o mercado de provedores de internet, buscando uma presença ainda maior no segmento e capilaridade dos negócios. Por meio da incorporação, o acordo amplia o mercado potencial da Intelbras em cerca de 3 bilhões de reais.

A empresa ainda acrescentou que pretende atingir uma participação de mercado “relevante” na categoria nos próximos anos. “Com o compromisso com a qualidade e a excelência no suporte técnico, o acordo tem como objetivo o atingimento de uma participação de mercado relevante na categoria ao longo dos próximos anos”, afirmou o diretor.

Sobre a FiberHome

A FiberHome, com sede no Optical Valley em Wuhan, na China, foi fundada em 1974, e é o único fornecedor global de soluções ópticas ponta a ponta de dispositivos optoeletrônicos, pré-forma de fibra óptica, fibras e cabos para sistemas de comunicação óptica. Com suas competências centradas em comunicações ópticas, a FiberHome Technologies também contribui com organizações internacionais de padronização como o ITU-T e o IEEE.

A receita anual da empresa ultrapassa os US$ 11 bilhões e está presente em mais de 100 países. Com mais de 38 mil colaboradores, sua equipe de Pesquisa e Desenvolvimento supera os 10 mil profissionais e é responsável por mais de 36 mil patentes internacionais.

FonteADVFN
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários