17/05/2024

De olho na Starlink, Amazon vai lançar primeiros satélites Kuiper

KuiperSat-1 e KuiperSat-2 são destinados a testar a capacidade da empresa de transmitir internet banda larga a partir da órbita.

Nesta sexta-feira (06), a Amazon vai lançar seus dois primeiros satélites, KuiperSat-1 e KuiperSat-2, de teste do Projeto Kuiper. Será o primeiro teste de voo da iniciativa espacial para a qual a empresa se comprometeu a gastar mais de US$ 10 bilhões. O lançamento marca o início da megaconstelação de 3.236 satélites da companhia.

Os satélites estão programados para decolar a bordo do foguete Atlas da United Launch Alliance, na Estação Espacial da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida, às 14H, horário local. Apelidado de missão “protoflight”, os satélites destinam-se a testar a capacidade da empresa de transmitir internet banda larga a partir da órbita.

Podendo competir com o negócio da Starlink, da SpaceX, o Projeto Kuiper tem o objetivo de se tornar apenas o segundo operacional para consumidores individuais, e tem planos de fornecer terminais de clientes pequenos e uma rede de comunicações baseada em terra.

Embora o projeto da Amazon seja similar ao da SpaceX, que mostrou que há um mercado para internet de baixa latência via satélite, não está claro o quão lucrativo é o segmento de vendas diretas ao consumidor, e se o Kuiper irá funcionar.

Brian Weeden, diretor de planejamento de programa da Secure World Foundation, uma organização sem fins lucrativos de sustentabilidade espacial, diz que “Todo mundo está meio assumindo que, porque a SpaceX pode fazer essas coisas, todos os outros também podem”. “Gerenciar constelações de milhares – é plausível que alguém mais possa fazê-lo, mas ainda não foi comprovado”, completa.

Os satélites Kuiper prometem “reduzir a divisão digital, fornecendo banda larga rápida e acessível para comunidades não atendidas ou mal atendidas pelas tecnologias de comunicação tradicionais”, de acordo com a Amazon.

“Fizemos testes extensivos aqui em nosso laboratório e temos um alto grau de confiança no projeto de nosso satélite, mas não há substituto para testes em órbita”, disse Rajeev Badyal. “Esta é a primeira vez que a Amazon coloca satélites no espaço e vamos aprender muito, independentemente de como a missão se desenrola”, explica Rajeev Badyal, vice-presidente de tecnologia do Project Kuiper.

A Amazon planeja testar o sistema Kuiper integralmente, garantindo comunicação ininterrupta entre satélites, estações terrestres, o sistema Kuiper e a AWS. No final da missão, a empresa planeja desorbitar com segurança ambos os satélites, permitindo que eles se desintegrem na atmosfera da Terra.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários