19/04/2024

Alta radiação e chacota das outras marcas: Apple vive dias complicados

Última semana na Apple tem sido movimentada: começou com o lançamento do iPhone 15 e está terminando com restrição de vendas na Europa.

A Apple lançou nesta semana a nova linha de smartphones, iPhone 15, porém os últimos dias tem sido de problemas e chacotas. A grande empresa de tecnologia está tendo que lidar com restrições em alguns locais do mundo e a recepção de novos celulares com uma tecnologia não tão nova quanto a entrada USB-C tem sido motivo de piada entre os concorrentes. 

Sede da Apple

A linha mais antiga de celulares da Apple, o iPhone 12, está sendo questionada por sua segurança em relação a radiação. O primeiro país a levantar essa questão foi a França e agora outros países da Europa podem seguir a ideia de restrição, especialmente após a divulgação que a marca sabia do problema. 

Segundo a Agência Nacional de Frequências da França (ANFR), os aparelhos iPhone 12 não podem ser vendidos até segunda ordem, pois não estão dentro dos padrões de radiação permitidos pela União Europeia. 

A Apple afirmou que faria as atualizações necessárias nos aparelhos para evitar a restrição, porém, segundo a Bloomberg a empresa sabia do problema com a radiação, mas se manteve em silêncio. 

Seguindo esse caminho da França, a Bélgica também começou a testar os aparelhos em questão e pode restringir a venda deles no país a depender do resultado sobre a radiação emitida. 

Apple Motivo de chacota após lançamento do iPhone 15

Uma das principais novidades da linha de celulares recém lançada da Apple é a presença da entrada USB-C. Aparelhos de outras marcas como Samsung e Xiaomi já tinham esse padrão há algum tempo e só agora a empresa da maçã se juntou ao grupo. 

Essa notícia gerou diversas piadas entre as empresas. A Samsung por exemplo, usou o X – antigo Twitter, para fazer diversas indiretas. Uma delas foi usando uma das famosas frases de Steve Jobs, fundador da Apple. A marca sul-coreana comentou que a empresa estadunidense deveria ter apresentado a entrada USB-C com a frase  “One more thing” ou “Mais uma coisa”, em tradução direta. Jobs usava isso para falar sobre novidades que acreditava ser revolucionárias. 

A One Plus também debochou da Apple lembrando que eles adotaram a tecnologia em 2015. 

Por fim, a Xiaomi fez uma escolha diferente ao abordar uma das alterações realizadas nos modelos padrão e Plus do iPhone 15. Esses modelos receberam um sensor de 48 MP na câmera traseira. A empresa chinesa destacou que já havia introduzido uma lente semelhante no Redmi Note 7, em 2019, que tinha um preço de apenas € 200 na época. Isso foi mencionado em comparação com os preços da nova geração do dispositivo concorrente. 

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários