19/04/2024

‘Max’ dá prejuízos à Warner; resultados trimestrais não foram bons

Streaming substituto do HBO Max, o "Max", já foi lançado pela Warner em alguns países, mas isso não tem sido lucrativo.

A Warner Bros. Discovery anunciou, quinta-feira (3), os dados financeiros do segundo trimestre – e os desfechos não apresentaram tanta positividade como esperado. O aspecto desfavorável ocorreu principalmente devido ao Max, um serviço de transmissão lançado recentemente, o qual une as coleções da HBO e das redes Discovery em um único local.

Warner

A nova plataforma de streaming, que ainda não chegou ao Brasil,registrou uma diminuição de quase dois milhões de assinantes em comparação ao desempenho do primeiro trimestre deste ano.

Panorama geral da vida financeira da Warner Bros. Discover

No período compreendido pelo segundo trimestre, a empresa Warner Bros. Discovery viu uma redução em sua base de assinantes, totalizando 95,8 milhões de indivíduos. Esse número representa uma diminuição de quase dois milhões em comparação com os 96,7 milhões de usuários que haviam sido contabilizados no trimestre anterior.

Conforme informações fornecidas pelo provedor Antenna, essa queda substancial aconteceu durante a transição para a plataforma Max. A integração dos serviços de streaming Discovery+ e HBO Max resultou em um aumento significativo nos cancelamentos durante o mês de junho deste ano, em comparação com o mesmo período em 2022, registrando um incremento de 68% nesse indicador.

Paralelamente ao declínio em sua base de usuários, a empresa também destacou um aspecto financeiro importante. Durante esse mesmo período, a Warner Bros. Discovery efetuou o pagamento de mais de US$ 1,6 bilhão (equivalente a cerca de R$ 7,84 bilhões) em obrigações financeiras. Além disso, a empresa tem planos de quitar um montante adicional de US$ 2,7 bilhões (aproximadamente R$ 13,2 bilhões).

Ao encerramento do segundo trimestre, a organização estava lidando com uma dívida considerável, totalizando US$ 47,8 bilhões (equivalente a cerca de R$ 234,2 bilhões). Em contrapartida, a disponibilidade de recursos em caixa era de US$ 3,1 bilhões (cerca de R$ 15,1 bilhões). Essa situação financeira se deve, em grande parte, à fusão entre a Warner Bros. e a Discovery, que gerou impactos substanciais no balanço financeiro da empresa.

Streaming e prejuízos

Assim como some outras empresas do ramo do lazer, como Disney e Amazon, a Warner Bros. Discovery está empenhada em tornar seu serviço de transmissão lucrativo, principalmente para compensar os custos resultantes da união entre as duas empresas.

A plataforma havia alcançado seu primeiro ganho no início deste ano, mas, no segundo trimestre, voltou a ter um saldo negativo de US$ 3 milhões (R$ 14,7 milhões). De acordo com líderes da própria companhia, isso ocorreu devido ao lançamento do Max.

Desde a fusão, os valores das assinaturas permaneceram inalterados (mantendo-se em US$ 9,99 [R$ 48,96] por mês com publicidade e US$ 15,99 [R$ 78,36] sem publicidade). A plataforma de streaming não está acessível no Brasil, onde continuamos apenas com o HBO Max e o Discovery+ como entidades separadas.

Conforme afirmado pelo diretor financeiro Gunnar Wiedenfels, essa diminuição ocorreu devido ao desempenho dos filmes da empresa: apesar do êxito de “Barbie” e “The Flash”, por exemplo, não tiveram o rendimento esperado. Por outro lado, no ano passado, “The Batman” foi um grande sucesso nas bilheteiras.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários