20/04/2024

Embratel é parceira do Einstein e fornece rede privativa 5G para laboratório

Uso da tecnologia vem sendo avaliado em diversas soluções para verificar eficiência, segurança, agilidade e otimização de custos.

A chegada do 5G no Brasil trouxe uma gama de avanços tecnológicos para facilitar e melhorar a vida dos brasileiros. Um dos setores que têm se beneficiado com a nova rede é a saúde. Acontece que a quinta geração de rede privativa móvel implementada e habilitada pela Embratel já está possibilitando testes em laboratório 5G localizado na Eretz.bio, do Einstein, na Vila Mariana, em São Paulo (SP).

O uso da tecnologia vem sendo avaliado em diversas soluções com aplicações na saúde para verificar eficiência, segurança, agilidade e otimização de custos, além de benefícios aos médicos e pacientes. Com o 5G, já estão sendo realizados testes para a realização de consultas e exames remotos; uso de Inteligência Artificial para predições de Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC); análises para cirurgias digitais; telementoria para educação cirúrgica; e apoio em primeiros socorros a distância em ambulâncias.

Adriano Rosa, Diretor-Executivo da Embratel, conta que “Com a rede privativa 5G, conseguimos entregar uma baixíssima latência, alta disponibilidade e capacidade de rede para suportar a transmissão de dados e imagens de modo instantâneo e com máxima qualidade”. Ele explica que essas características são essenciais em um atendimento de excelência a pacientes e para uma rápida tomada de decisão em situações de alta complexidade, algo de extrema importância no setor.

“A avaliação da tecnologia 5G em soluções para a saúde, realizada no laboratório do Einstein, já demonstra resultados muito positivos na utilização do 5G. A Embratel está muito orgulhosa em fazer parte dessa jornada de evolução, que tem se mostrado cada vez mais enriquecedora para, em breve, podermos levar um ecossistema completo e uma transformação digital com incontáveis vantagens à população e ao segmento da saúde”, diz.

O 5G está sendo testado também no serviço Einstein Até Você, que provê assistência médica, realização de exames e aplicação de vacinas onde o paciente estiver. O objetivo será testar, entre outros quesitos, se a tecnologia trará melhora da qualidade do vídeo durante uma teleconsulta, se é possível a análise de exames diagnósticos em tempo real e potencializar o uso de diversas ferramentas diagnósticas, como Internet das Coisas (IoT).

A parceria também conta com equipamentos de 5G fornecidos pela Ericsson. De acordo com o vice-presidente de Negócios da Ericsson, Murilo Barbosa, a infraestrutura instalada no Lab 5G conta com cobertura indoor dedicada.

“Estamos muito felizes em apoiar esta iniciativa, que permite mostrar o potencial da tecnologia de quinta geração aplicada ao setor de saúde. Com essa arquitetura, é possível garantir um desempenho aprimorado com melhores níveis de sinal e maior capacidade, o que assegura que as atividades 5G nesse lab terão intervalos de tempo de transmissão bem mais curtos e menor latência de interface de rádio para facilitar o suporte a aplicativos sensíveis como transmissões de vídeo e uso de realidades aumentada e virtual”, afirma Barbosa.

A tecnologia está sendo projetada para ser usada em diversas aplicações. Por exemplo: seu uso na Unidade Móvel de Saúde do hospital em iniciativa conjunta com a Mercedes-Benz do Brasil, cujo projeto oferece serviços de saúde de forma itinerante e conta com aparelhos para a realização de exames, que necessitam de uma conectividade rápida, estável e confiável para o envio e recebimento de informações.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários