18/07/2024

MPF terá internet via satélite para fortalecer atuação na Amazônia

Ministério Público Federal adquiriu equipamento com conexão wi-fi de até 200 mega de velocidade, e que fará conexão com satélites Starlink.

Com o objetivo de otimizar o trabalho de campo em locais de difícil acesso e reforçar a atuação na região amazônica, o Ministério Público Federal (MPF) adquiriu equipamentos de acesso à internet via satélite. A conexão será feita por meio do serviço da Starlink, que conta com uma constelação de satélite de baixa órbita e permite a comunicação em área sem cobertura móvel.

Com os novos equipamentos e a conexão via satélite, a comunicação que levaria dias poderá ser realizada de forma instantânea. Felipe Palha, procurador-chefe do MPF no Pará, destaca que a tecnologia contribuirá para garantir o acesso à Justiça a brasileiros que moram no interior da Amazônia.

“A atuação do MPF na região ganha em eficiência, com a possibilidade do contato direto com os locais remotos, facilitando o recebimento de denúncias, a realização de diligências, aproximando ainda mais o MPF do cidadão”,.

A aquisição se refere a uma antena receptora portátil com conexão wi-fi de até 200 mega de velocidade, o que permitirá a interação entre equipes e a integração de equipes em missões in loco com servidores localizados em zonas urbanas.

O serviço foi testado durante diligência realizada nas terras indígenas Koatinemo, Arawete e Apyterewa, no âmbito do processo que avalia os impactos da usina hidrelétrica de Belo Monte em comunidades indígenas do Pará.

Na ocasião, a procuradora da República Thais Santi, realizou uma chamada de vídeo com o procurador-chefe do MPF no estado, Felipe Palha, que estava no escritório em Belém. Segundo os testes, mesmo falando de embarcação em movimento, navegando em rio da região, em uma área sem cobertura de telefonia móvel, a chamada não registrou gargalos de áudio ou vídeo, atestando a confiabilidade do serviço.

De acordo com o MPF, o serviço de internet via satélite se soma a outros investimentos adotados nos últimos anos pelo ministério para reforçar o atendimento a povos indígenas e comunidades tradicionais na Amazônia. A aquisição de aeronaves e embarcações para auxiliar no trabalho de campo também está entre as aquisições adotadas pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

Outras providências tomadas por Aras para reforçar a presença do MPF no Norte do país foram a articulação para incluir a região no leilão da Internet 5G no Brasil e a implantação de 30 novos ofícios socioambientais.

ViaMPF
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários