15/04/2024

Anatel lança campanha do #FiqueEsperto 2023; confira

Programa Fique Esperto, liderado pela Anatel, tem como objetivo ampliar a consietização e aprendizado sobre segurança digital.

A nova campanha do Movimento #Fique Esperto começou na segunda, 17, com o objetivo de conscientizar os consumidores sobre a importância da prevenção contra fraudes e golpes no ambiente digital. A iniciativa é liderada pela Anatel, em parceria com diversos agentes públicos e privados. O primeiro post da campanha foi lançado hoje nas redes sociais da Agência, incluindo o Facebook, LinkedIn, Twitter e Instagram.

Fique Esperto

Até o final de agosto, serão divulgadas mensagens com orientações sobre os cuidados que os consumidores devem tomar ao identificar situações em que possam ser vítimas de criminosos. Por exemplo, serão abordados casos em que um criminoso clona o aparelho celular, resultando em problemas como a incapacidade de utilizar a internet móvel, sendo necessário depender apenas de uma conexão wi-fi, ou a perda de acesso às contas de redes sociais.

A campanha também tem como objetivo alertar sobre outras táticas utilizadas pelos golpistas, com o intuito de proteger os consumidores contra essas práticas danosas.

As mobilizações ocorrem a cada três meses e são disponibilizadas no site https://fe.seg.br. As mensagens com os conselhos de proteção também são enviadas por meio de SMS e e-mail, pelas empresas de telefonia móvel, e divulgadas nos canais oficiais dos parceiros do projeto. Também é possível acompanhar os conselhos nas plataformas de mídia social, usando a marcação #Mantenha-seAtento.

O #Mantenha-seAtento começou em outubro de 2020 como parte das ações de Fiscalização Regulatória da Anatel. Inicialmente, foi realizada uma mobilização de seis meses para informar e alertar os consumidores sobre atividades ilegais no ambiente digital. Após esse período, a Agência reconheceu a importância do tema e decidiu dar continuidade à iniciativa. Assim, surgiu a ideia do “movimento”, no qual são realizadas mobilizações periódicas.

A ação também está em consonância com o Plano Estratégico da Anatel 2023-2027, especialmente no que diz respeito ao objetivo de garantir a prevenção contra atividades ilegais no ecossistema digital, buscando conscientizar e promover a segurança digital dos usuários e demais participantes dos serviços.

Além da Anatel, mais 13 instituições estão no movimento: Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas (TelComp); Associação Brasileira de Bancos (ABBC); Associação Brasileira de Internet (Abranet); Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint); Associação NEO; Banco Central do Brasil (Bacen), Câmara Brasileira da Economia Digital (câmara– e.net); Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br); Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB); Federação Brasileira de Bancos (Febraban); Internet Society, Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br); Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel, Celular e Pessoal (Conexis), Proteste e WhatsApp.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários