21/07/2024

Redes 5G podem provocar ‘confusão’ em aeroportos dos EUA; entenda

Secretário de Transportes dos Estados Unidos alerta para possíveis cancelamentos e atrasos em voos por causa de altímetros em aeronaves.

Não é de hoje que há uma imbróglio no uso da tecnologia 5G em relação à proximidade aos aeroportos nos Estados Unidos. A mais recente situação se refere ao atraso e até cancelamento de alguns voos que podem ocorrer a partir de 1º de julho, se as companhias aéreas não atualizarem suas frotas.

O Secretário de Transportes dos Estados Unidos, Pete Buttigieg, alertou na última sexta-feira que poderão ocorrer alguns atrasos ou cancelamentos em voos, caso os últimos jatos de passageiros não tenham atualizado seus altímetros para lidar com a interferência 5G, conforme relato do The Wall Street Journal.

A Administração Federal de Aviação (FAA) explica que os sinais 5G na banda C podem interferir nos emissores de ondas de rádio que os jatos de passageiros mais antigos usam para medir a distância do solo, muito utilizado principalmente por pilotos que precisam de orientação em condições de baixa visibilidade.

Embora as companhias aéreas tenham data limite para instalar o novo equipamento até fevereiro de 2024, os jatos de passageiros que não forem certificados para operar em torno dos sinais 5G na banda C até 1º de julho, não serão autorizados a pousar em determinadas situações de baixa visibilidade.

A maioria da frota de companhias aéreas domésticas dos EUA está preparada, mas segundo o secretário de transporte, Pete Buttigieg, 20% das aeronaves usadas para voos domésticos e 35% das usadas para voos internacionais ainda não foram atualizadas.

Posicionamento das companhias aéreas

De acordo com as empresas, há três questões práticas que impossibilitam o cumprimento do prazo. Uma se refere ao tempo de inatividade da aeronave suficiente para realizar o trabalho. A segunda está no problema da cadeia de suprimentos. A última se refere aos atrasados na certificação, uma vez que um novo equipamento precisa ser certificado como seguro para uso, e isso também leva tempo.

Entretanto, as companhias aéreas internacionais dizem que estão minimizando o risco de atrasos, garantindo que, sempre que possível, apenas aeronaves compatíveis sejam usadas para voos internacionais para os EUA, enquanto que nos voos domésticos, as aeronaves com o equipamento antigo serão usadas para atender aeroportos menos suscetíveis a mau tempo. No entanto, Buttigieg adverte que devemos esperar alguns atrasos devido ao mau tempo.

“Existe um risco real de atrasos ou cancelamentos”, disse Buttigieg em entrevista. “Isso representa um dos maiores – provavelmente o maior – problema previsível que afeta o desempenho neste verão”.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários