27/02/2024

Fundo KKR melhora oferta de compra da rede fixa do Grupo TIM

Telecom Italia recebeu as duas propostas como esperado, e o conselho irá avaliá-las em reuniões marcadas para os dias 19 e 22 de junho.

A últtima sexa-feira (09), era o prazo final para a CDP Equity (braço da estatal italiana Cassa Depositi e Prestiti) em consórcio com o fundo Macquarie Group e o fundo norte-americano Kohlberg Kravis Roberts & Co (KKR) apresentassem as oferta não vinculantes atualizadas e melhoradas para o Grupo TIM (antiga Telecom Italia) em relação a compra da sua rede fixa de telefonia, a Netco.

As duas ofertantes cumpriram o prazo e entregam as suas propostas para a empresa, que deve avaliar as ofertas não vinculantes nos próximos dias 19 e 22 de junho pelo comando do Grupo TIM.

De acordo com a Bloomberg Alínea, a nova oferta do consórcio de Cassa Depositi não sofreu muitas alterações em relação à proposta anterior, diferente do fundo KKR que melhor seus termos em € 300 milhões para € 400 milhões, o que a torna mais atraente, conforme afirmam pessoas familiarizadas com o assunto, que pediram sigilo.

Em teoria, os crescimento na oferta da KKR podem chegar a valer cerca de € 2 bilhões, se uma série complexa de condições for atendida envolvendo contratos de acordo de serviços e mudanças na estrutura de dívida da unidade de rede da empresa, acrescentaram as pessoas. Ou seja, a nova oferta passaria a ser de 23 milhões de euros contra os 21 bilhões anteriormente apresentados.

Embora tenha melhorado a oferta, a proposta ainda permanece abaixo dos 30 bilhões de euros que a Vivendi, maior acionista da Telecom Itália, diz valer os ativos. A oferta de Cassa Depositi é ainda menor, que foi de cerca de € 19,3 bilhões.

Importante ressaltar também que um possível negócio com a KKR está livre de quaisquer riscos importantes da autoridade da concorrência, enquanto que a Cassa Depositi provavelmente enfrentaria questões antitruste por causa de um series participação cruzadas, uma vez que já possui quase 10% do Grupo TIM e controla a rival menor da operadora, a Open Fiber SpA.

Dessa forma, possíveis medidas para as questões antitruste podem incluir a venda de alguns ativos da Open Fiber em áreas metropolitanas como Milão e Roma, disseram pessoas familiarizadas com o assunto anteriormente.

A alienação de ativos da rede fixa do Grupo TIM faz parte dos planos para diminuir a dívida da empresa. Nenhum dos envolvidos no caso quiseram comentar o assunto.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários