13/06/2024

Globo leva canais fechados para sistema de nuvem em parceria com o Google

Emissora brasileira, a Globo, começou um processo de "cloudificação", que consiste em subir seus materiais para as nuvens.

Após dois anos do início do processo de migração para a nuvem em parceria com o Google Cloud, a Globo dá um importante avanço rumo à nuvem ao utilizar essa infraestrutura na operação de seus canais de TV por assinatura. Agora, todo o playout dos canais Globo por assinatura, incluindo sistemas de automação, exibição e comunicação visual, ocorrerá independentemente da central técnica localizada no Rio de Janeiro. 

Globo

O primeiro canal a migrar foi o Modo Viagem,  em abril, seguido pelo Canal Brasil e Futura, em maio. A empresa tem planos de migrar outros 13 canais da TV por assinatura até o final do ano, em um processo de cloudificação que se espera ser contínuo e de crescimento exponencial até 2025, segundo a empresa.

“Cloud computing está intimamente associada a ganho de eficiência. Podemos lançar, com agilidade, canais temáticos, sazonais ou por demanda, impactando diretamente a experiência do usuário, que acessa conteúdos cada vez mais segmentados e inovadores. Operar na nuvem também nos permite abrir mão de uma arquitetura pesada de TI – que é sempre dispendiosa e demanda investimentos complementares em elétrica e refrigeração – e, ao mesmo tempo, aumentar a flexibilidade e escalabilidade”, disse Raymundo Barros, diretor de Estratégia e Tecnologia da Globo. 

No final de 2022, a Globo introduziu seus primeiros dois canais Fast, o Receitas e o ge, que operam na nuvem. Agora, a empresa está começando a transferir etapas importantes dos processos de distribuição de seus canais pagos para a nuvem. O desenvolvimento desse ambiente na nuvem levou cerca de dez meses, com dois deles envolvendo a operação simultânea tanto da infraestrutura física quanto da nuvem.

A jornada que permitiu a criação desse ambiente próprio na nuvem começou em abril de 2021, quando a Globo firmou uma parceria estratégica com o Google Cloud. Essa parceria tem como objetivo otimizar a infraestrutura de tecnologia da Globo e criar novas oportunidades de negócios por meio de uma plataforma escalável.

Durante os últimos dois anos, diversos projetos foram realizados em colaboração entre as equipes da Globo e do Google Cloud. Com o intuito de compartilhar essas experiências com o público em geral, especialmente aqueles interessados no mundo da tecnologia, decidimos lançar os podcasts GlobotechCast e Google Cloud Cast. 

Esses podcasts, disponíveis em plataformas de streaming de áudio, apresentarão conteúdos relacionados aos trabalhos realizados em conjunto, com foco na inovação. Eles serão veiculados a cada duas semanas até dezembro deste ano.

No contexto da recente migração dos canais de TV por assinatura para a nuvem, a Globo conta com a parceria do Google Cloud para a hospedagem dos serviços. Além disso, temos a colaboração de outros dois parceiros importantes: a Harmonic, responsável pela solução de exibição, e a Aveco, responsável pelo sistema de automação.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários