11/04/2024

Disney fará novas demissões; cortes já afetaram divisão de streamings

Companhia está passando por mais uma rodada de demissões em diversas divisões internas, o que afeta vários serviços da empresa.

A Disney está atualmente passando por uma terceira onda de demissões. Nos próximos dias, os funcionários afetados por esses cortes serão notificados, conforme relatado por uma fonte que está familiarizada com a situação.

Disney

De acordo com informações obtidas pela CNN, a fonte que forneceu dados sobre a companhia, revelou que estima-se que mais de 2.500 funcionários perderão seus empregos durante essa última onda de demissões. Essa medida faz parte da sequência de cortes que foram anteriormente anunciados pelo CEO da Disney, Bob Iger, e é prevista para ser a última rodada significativa de reduções de pessoal.

Inicialmente, não se tinha conhecimento imediato das divisões que seriam afetadas pela mais recente rodada de reduções. Um representante da Disney optou por não fazer comentários a respeito.

As duas primeiras fases de demissões ocorreram nos meses de março e abril, resultando na eliminação de aproximadamente 4.000 postos de trabalho, abrangendo setores como ESPN, a divisão de entretenimento da Disney, os parques da Disney e sua divisão de experiências e produtos.

Em fevereiro, Iger anunciou que a gigante da mídia planejava reduzir sua força de trabalho global em cerca de 7.000 funcionários, em três etapas antes do início do verão, com o objetivo de economizar US$ 5,5 bilhões em custos.

Desse valor, os cortes de empregos representam 30%, enquanto 50% serão provenientes de operações de marketing, e os 20% restantes advirão da redução de gastos em tecnologia, compras e outras despesas, de acordo com informações fornecidas pela empresa.

Prevê-se que a iminente e derradeira onda de demissões, cuja ocorrência está agendada para esta semana, resulte em um incremento no quantitativo total de cortes de trabalhadores, ultrapassando a marca de 6.500 pessoas dispensadas.

Tal cifra se aproxima significativamente do número previamente anunciado por Iger, o qual mencionava um total de 7.000 desligamentos. No dia 1º de outubro, a Disney contava com um corpo de funcionários composto por 220.000 indivíduos, de modo que a redução de 7.000 colaboradores corresponderia a uma diminuição de aproximadamente 3% no âmbito de sua força de trabalho global.

ViaCNN
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários