22/05/2024

TikTok é banido dos celulares do governo de mais um país; confira

Rede Social de vídeos, o TikTok, está passando por uma série de banimentos em diversos países por acusação de espionagem.

O TikTok segue sendo uma rede social não muito querida pelos governos de Estado. Nesta terça-feira, 4 de abril de 2023, foi anunciado que a Austrália tomará medidas de segurança em relação ao aplicativo, que pertence ao grupo chinês ByteDance. 

TikTok Austrália

A decisão foi tomada pelo procurador-geral Mark Dreyfus, seguindo o conselho das agências de inteligência do país. A medida consiste em proibir o aplicativo TikTok nos dispositivos do governo australiano.

A proibição do TikTok nos dispositivos do governo australiano é uma resposta à crescente preocupação com a segurança cibernética e a privacidade dos dados dos usuários. 

A Austrália se junta a outros países que já tomaram medidas semelhantes, como os Estados Unidos e a Índia, que também proibiram o uso do TikTok em seus respectivos governos. A implementação da proibição será realizada o mais rápido possível, de acordo com o procurador-geral Mark Dreyfus.

O TikTok já foi banido dos celulares dos governos de outros países

Vários países e organizações, incluindo Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia, Reino Unido, França, Holanda e a Comissão Europeia, tomaram decisões semelhantes em relação ao aplicativo com mais de um bilhão de usuários. 

De acordo com Dreyfus, um representante do governo, algumas exceções podem ser aprovadas caso a caso, desde que medidas sejam tomadas para reduzir os riscos de segurança.

Especialistas em segurança cibernética alertam que o aplicativo em questão pode ser usado para coletar dados, que são então compartilhados com as autoridades chinesas. Como resultado, a China expressou sua insatisfação com a medida, afirmando que apresentou um protesto oficial às autoridades australianas.

“Pedimos à parte australiana que respeite sinceramente as normas da economia de mercado e os princípios da concorrência leal, além de proporcionar às empresas chinesas um ambiente comercial justo, transparente e não discriminatório”, disse Mao Ning, porta-voz do ministério das Relações Exteriores.

TikTok alega xenofobia, mas já houve caso de espionagem através da plataforma

De acordo com pesquisas, cerca de 7 milhões de australianos, o que equivale a 25% da população, utilizam o aplicativo TikTok. 

O gabinete do procurador-geral da Austrália alertou sobre os “riscos significativos de segurança e privacidade” associados ao aplicativo, devido à coleta abrangente de dados dos usuários. 

Embora o TikTok tenha acusado os vetos de serem baseados em xenofobia, em dezembro passado, a empresa reconheceu ter coletado dados de usuários para espionar jornalistas. Lee Hunter, porta-voz da empresa na Austrália, garantiu que a empresa “nunca” compartilhou dados com o governo chinês e afirmou que eles estão trabalhando duro para garantir que isso nunca aconteça.

No começo deste ano, autoridades do governo australiano declararam que centenas de câmeras de segurança fabricadas na China não seriam mais utilizadas em escritórios políticos, devido a preocupações de segurança.

Essas preocupações estão relacionadas a uma lei chinesa de 2017, que obriga empresas locais a entregarem às autoridades, mediante solicitação, informações pessoais sobre questões de segurança nacional.

ViaUol
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários