27/02/2024

Streaming teve queda de acessos e a TV aberta cresceu em março

Dados de audiência do mês passado mostram uma realidade diferente no comportamento do consumidor sobre streaming e TV aberta.

O streaming caiu e a TV aberta cresceu durante o mês de março. No mês passado, a audiência da TV aberta cresceu pelo segundo mês consecutivo, enquanto o streaming teve uma queda pelo segundo mês seguido, de acordo com os dados consolidados de audiência nacional medidos pela Kantar Media. 

streaming tv aberta

Lembrando que, cada ponto de ibope representa aproximadamente 268 mil domicílios, com uma média de 2,7 moradores em cada um.

Os resultados englobam não apenas televisores, mas todos os dispositivos disponíveis em um domicílio, como celulares, tablets e computadores.

Houve um aumento de 4% na audiência da Record, 3% na RedeTV, 2% no SBT e 1% na Globo em termos de pontos e “share” na média das 24 horas do dia.

Na TV aberta quem teve maior crescimento foi a Band

No mês passado, a Band, emissora de televisão da família Saad, apresentou um crescimento notável, tornando-se a que mais cresceu em comparação com outras emissoras. O aumento foi de 10% na média das 24 horas do dia, o que representa um avanço significativo em sua audiência.

Além disso, a Band registrou um aumento em todas as faixas horárias. Na faixa nobre, que compreende o horário das 18h à 0h, o crescimento foi de 13%, indicando que a emissora teve um desempenho expressivo em sua programação noturna. 

No período das 7h às 12h, conhecido como horário matutino, o ganho foi de 10%, mostrando que a Band também obteve bons resultados na programação matinal. No período da tarde, e ao longo de todo o horário comercial (das 7h à 0h), a emissora também apresentou um aumento de 11% na audiência.

Enquanto isso o streaming e a TV fechada tiveram queda

Os dados mais recentes revelam que o consumo de streaming, que engloba plataformas como o YouTube, sofreu uma queda pelo segundo mês consecutivo, com uma diminuição de 5%. No mês anterior, fevereiro, já havia registrado outra redução de 4%. 

Essa tendência de queda do consumo de streaming tem se mantido nos últimos meses, indicando uma possível mudança de comportamento dos consumidores em relação ao uso dessas plataformas.

Além disso, a TV paga também registrou uma nova queda de 5% no mesmo período. Essa queda vem se somar a uma série de declínios que têm sido observados na indústria de TV paga nos últimos anos, com muitos consumidores migrando para outras opções de entretenimento, como serviços de streaming e conteúdos online.

Esses dados indicam uma possível mudança no panorama do consumo de conteúdo audiovisual, com os consumidores buscando diferentes formas de acesso e entretenimento. É possível que fatores como a crescente oferta de serviços de streaming, a disponibilidade de conteúdos online e a mudança nos hábitos de consumo estejam influenciando essa tendência de queda no consumo de streaming e TV paga.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários