10/04/2024

Elon Musk e outros empresários pedem pausa no investimento em AI

Questões do crescimento e desenvolvimento da AI tem preocupado Elon Musk e outros empresários do mundo das tecnologias.

A lua de mel com a AI – Inteligência Artificial parece estar chegando ao fim. Nesta semana, envolvidos com o setor de tecnologia como Elon Musk e vários outros fizeram pedidos para que os especialistas dessem uma pausa no desenvolvimento dessa tecnologia. Segundo eles, os malefícios para a sociedade podem ser imensuráveis. 

AI

Nesta quarta-feira, 29, Elon Musk e centenas de especialistas ao redor do mundo divulgaram um apelo solicitando uma pausa de seis meses na pesquisa de Inteligências Artificiais (IAs) mais avançadas do que o modelo ChatGPT 4, lançado pela OpenAI neste mês. Eles alertaram para os “grandes riscos para a humanidade” envolvidos nessa pesquisa.

A petição foi publicada no site futureoflife.org e solicita uma moratória até que sejam estabelecidos sistemas de segurança, novas autoridades reguladoras, vigilância dos sistemas de IA, técnicas que possam diferenciar entre o real e o artificial e instituições capazes de lidar com a “perturbação dramática econômica e política (especialmente para a democracia) que a IA pode causar”.

Quem fez a petição sobre a IA e o que consta nela 

Diversas personalidades, incluindo Elon Musk, proprietário do Twitter e fundador da SpaceX e Tesla, juntamente com o historiador Yuval Noah Harari, expressaram suas preocupações sobre o risco de uma inteligência artificial incontrolável que possa ultrapassar os seres humanos. 

Sam Altman, diretor da Open AI, responsável pela criação do ChatGPT, admitiu sentir um certo receio de que sua criação possa ser utilizada para propagar desinformação em grande escala ou para realizar ciberataques. 

Recentemente, em entrevista à ABCNews, Altman afirmou que a empresa necessita de tempo para se adaptar.

“Nos últimos meses, vimos os laboratórios de IA se lançando em uma corrida descontrolada para desenvolver e implantar cérebros digitais cada vez mais potentes que ninguém, nem mesmo seus criadores, podem entender, prever, ou controlar, de forma confiável”, disseram os empresários. 

Eles alegam que não podem permitir que máquinas encham os canais de informação com propagandas e mentiras. Além disso questionam diversos outros pontos diretamente ligados a essa popularização da Inteligência Artificial:

“Devemos permitir que as máquinas inundem nossos canais de informação com propaganda e mentiras? Devemos automatizar todos os trabalhos, incluindo os gratificantes? (…) Devemos nos arriscar a perder o controle da nossa civilização? Essas decisões não devem ser delegadas a líderes tecnológicos não eleitos”.

Dentre os signatários, encontra-se Steve Wozniak, um dos cofundadores da Apple; integrantes do laboratório de inteligência artificial do Google, o DeepMind; o diretor da Stability AI, Emad Mostaque; além de especialistas norte-americanos em inteligência artificial, acadêmicos e engenheiros-executivos da Microsoft, que é parceira da OpenAI.

ViaUol
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários