20/05/2024

TIM oferecerá conectividade 4G via satélite para celular

Operadora fez parceria com empresa norte-americana que fornece banda larga móvel por meio de conexão satelital direta a celulares.

Nesta segunda-feira (23), a TIM anunciou a assinatura de um acordo com a AST SapceMoibile, empresa norte-americana que fornece banda larga móvel por meio de conexão satelital direta a celulares, com o objetivo de levar cobertura 4G (dados e voz) para regiões remotas do Brasil. O memorando de entendimento (MoU) entre as empresas disponibiliza conectividade “em quase todo o território nacional”, em locais onde não há torres disponíveis.

Em comunicado, o diretor de Desenvolvimento de Rede da TIM Brasil, Marco Di Costanzo, afirma que a parceria com a empresa é parte de iniciativas da operadora que busca levar conectividade para áreas isoladas.

“O acordo com a AST SpaceMobile complementa iniciativas importantes em curso para promover mais inclusão digital, pois permitirá à TIM levar 4G para áreas isoladas, distritos, vilas, estradas, resorts e pontos turísticos que hoje não são atendidos por outras operadoras”.

Vale ressaltar que a iniciativa é diferente do projeto SKY Coverage, que leva conexão via satélite mais convencional como backhaul para torres em regiões afastadas, de difícil acesso e sem energia elétrica disponível – as infraestruturas são alimentadas por painéis solares. Atualmente, a TIM contabiliza mais de 1,3 mil sites no projeto no País.

No serviço disponibilizado, a AST SpaceMobile usa satélites de órbita baixa (LEO) para o sinal 4G diretamente para celulares, sem que seja necessário hardware ou software especial ou antenas parabólicas. A rede está sendo projetada ainda, mas os primeiros testes técnicos devem ocorrer nas regiões Norte e Nordeste no primeiro semestre do ano.

As primeiras avaliações da solução planejada deverão acontecer no mesmo período, mas a operadora lembra que ainda serão necessárias algumas etapas, incluindo aprovação regulatória da Anatel. A rede da AST SpaceMobile utiliza satélites LEO com extenso painéis dobráveis de antenas que funcionam em conjunto para enviar a capacidade diretamente aos aparelhos por meio de espectro de frequência média e baixa.

Para infraestrutura (gateways ou backhaul), os artefatos utilizam faixas mais altas nas bandas Q e V. O primeiro satélite, lançado em setembro do ano passado, é o BlueWalker, mas o futuro sistema terá artefatos batizados de BlueBirds. Além da TIM, a AST também assinou acordo com a operadora europeia Vodafone.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários