23/05/2024

Acionistas da Oi pedem AGE para trocar conselho de administração

Solicitação de Assembleia Geral Extraordinária (AGE) foi formulado pelos acionistas Tempo Capital, Victor Adler e Vic DTVM; saiba mais.

Nesta quinta-feira (26), por meio de Fato Relevante, a Oi informou que recebeu uma solicitação de um grupo de acionistas para a realização de uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para deliberar sobre uma eventual destituição e redução do Conselho de Administração da empresa. O pedido de AGE foi formulado pelos acionistas Tempo Capital, Victor Adler e Vic DTVM.

De acordo com o documento, os três acionistas são detentores de “mais de 1% do capital social da companhia”. Eles defendem a reforma do artigo 22 Estatuto Social da Oi para reduzir o número de membros do Conselho de Administração de nove para sete.

O trio pede também a destituição do Conselho de Administração da Companhia e se for a destituição for aprovada, querem uma eleição dos membros, com mandato unificado de 2 (dois anos) a partir da eleição.

No Fato Relevante, a Oi informou que os requerentes não forneceram todos os documentos necessários para a convocação da Assembleia Geral Extraordinária requerida. Entretanto, afirmou que vai solicitar as informações e documentações pendentes. “Tão logo recebidos, o Conselho de Administração da Companhia tomará as medidas cabíveis para dar regular processamento ao requerido pelos referidos acionistas”.

O requerimento do trio de acionistas foi comunicado pela companhia como acontecimento atípico. Os mandatos dos atuais conselheiros vai até o final de abril, quando está prevista a Assembleia Ordinária de recomposição do conselho.

Oscilações na Bolsa de Valores

No comunicado, a Oi também informou que recebeu um ofício B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) referente às oscilações registradas com os valores mobiliários de sua emissão, o número de negócios e a quantidade negociada.

Com resposta aos acontecimentos das ações da tele, a mesma acredita que as oscilações possam ser resultado do requerimento dos acionistas. “Embora não seja possível para a Companhia precisar, é possível que as oscilações atípicas acima mencionadas estejam, de alguma maneira, relacionadas a esse requerimento e à posição acionária apresentada pelos requerentes“, afirmou a empresa.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários