22/02/2024

Nova Oi: presidente da operadora se pronuncia e ações sobem mais de 50%

Notícias sobre as mudanças da Oi movimentam o mercado e o presidente da operadora fez seu pronunciamento após fim da recuperação judicial.

A Recuperação Judicial da Oi teve fim oficialmente na noite desta quarta-feira, 14. Após esse grande acontecimento, o presidente da operadora, Rodrigo Abreu, se pronunciou. Ele comemorou o fato e disse que esse é um marco importante para a empresa. 

Além do posicionamento de Rodrigo Abreu, o mercado também esteve atento às mudanças e é válido acrescentar que as ações Oi dispararam mais de 50% em uma hora! Para quem investe na OIBR3 esse é um ótimo momento de alegria. 

Presidente da Oi relembra a trajetória da empresa na Recuperação Judicial

Para Abreu todo o processo que a Oi teve que passar, como as renegociações, fatiamento das operações, vendas de ativos e reestruturação dos serviços digitais, acabou servindo como um momento de reinvenção da operadora.

Ele também destacou que esses seis anos foram de profundas mudanças, a exemplo da venda da operação nível e a criação da V.tal que inaugurou no Brasil a separação estrutural da infraestrutura que eles tinham de fibra óptica: 

“Com o fim do processo de recuperação judicial, após um período de seis anos, a companhia atinge um marco muito importante. Ao longo desse processo, passamos por diversas mudanças significativas, que envolveram a nossa reinvenção como empresa. Estruturamos e completamos com sucesso algumas das maiores e mais complexas operações de venda de ativos do país, incluindo a venda de nossa operação móvel e a criação da V.tal, que inaugurou no Brasil o modelo de separação estrutural da nossa infraestrutura de fibra ótica”, afirmou. 

Além disso, ele acrescentou que houve um cuidado para que os clientes não fossem lesados em meio a essas transações. Segundo ele, houve um processo de eficiência operacional ao mesmo tempo em que aconteceu uma redução de custos necessária para a sobrevivência da empresa.

Abreu também relembrou que nesse tempo todo foi necessário fazer revisão e equacionamento da concessão de telefonia fixa e operações associadas. 

Mas, além das memórias, ele citou a alegria por esse novo momento

E após relembrar diversos momentos desses últimos seis anos de recuperação judicial da Oi, ele disse que agora é o momento de iniciar uma série de desafios que são críticos, porém fundamentais que para um futuro de sucesso: 

“Daqui para a frente, iniciamos uma nova série de desafios bastante críticos, fundamentais para o nosso sucesso futuro”. 

A Oi ainda precisa resolver algumas questões legais nos próximos meses, relativas à conclusão do processo. Além disso, segundo o próprio presidente, é preciso entender as necessidades atuais que vão refletir no futuro da empresa. E isso inclui um trabalho intenso: 

“É importante entender que ainda temos necessidades de resolver questões importantes relativas ao nosso futuro, incluindo o trabalho cada vez mais intenso para o crescimento de nossas operações e desenvolvimento de novas fontes de receita, a contínua busca pela eficiência e simplificação da empresa e redução de seus custos, o equacionamento definitivo da concessão e suas operações legadas, incluindo os processos de arbitragem relativa à insustentabilidade da concessão e de migração da mesma para o modelo de autorização, bem como a continuidade das negociações com nossos credores financeiros, visando a otimização do perfil de endividamento e a busca de sustentabilidade e viabilidade de longo prazo”.

Ele conclui que agora há uma Oi mais leve, com estratégia de expansão de fibra óptica e serviços digitais seguindo a tendência do mercado atual:

“Com isso, seguiremos atuando em nossa missão de criar novos futuros, levando a vida digital para todos, e com certeza poderemos ajudar a construir uma Oi melhor para um Brasil mais conectado e com mais oportunidades.”

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários