28/02/2024

Parceria da Vivo com a BBF ampliará acesso ao 4G no Nordeste do Pará

Segundo a empresa, o projeto prevê a instalação de 23 torres com tecnologia 4G até março de 2024; a primeira será ativada em Acará.

A Vivo e a Brasil BioFuels (BBF) fecham parceria inédita para ampliar o ecossistema digital da BBF com conectividade móvel 4G e soluções baseadas em Internet das Coisas. O projeto, além de cobrir com internet 4G uma área de quase 1,7 mil Km² de área agrícola, inclui em sua infraestrutura as redes Narrow Band IoT (NB-IoT) e Long Term Evolution for Machines (LTE-M), específicas para suportar todas as aplicações em IoT do projeto.

De acordo com a operadora, o processo de automação permitirá as mais modernas aplicações para rastreamento da frota logística, rastreamento da origem dos frutos, armazenamento de dados na nuvem, monitoramento climático, entre outras tecnologias. Além disso, a parceria poderá beneficiar habitantes que residem no entorno das operações da BBF, abrindo a oportunidade de acesso a uma internet mais rápida e com melhor conectividade.

“Com a parceria, vamos atuar em linha com os conceitos e as melhores práticas da Indústria 4.0, aumentando a automação dos nossos processos e gerando mais eficiência em nossas operações”, destaca Milton Steagall, presidente da BBF.

O projeto prevê a instalação de 23 torres com tecnologia 4G até março de 2024; a primeira será ativada no município do Acará, com previsão de início de operações já em dezembro deste ano. No estado do Pará, a BBF possui cerca de 56 mil hectares de palma plantados, mais de cinco mil colaboradores diretos, além de usinas de beneficiamento.

O projeto irá melhorar a comunicação entre os colaboradores da empresa que atuam na atividade agrícola, aprimorará o controle operacional e aumentará a eficiência dos processos da empresa com gestão em tempo real. A BBF será responsável pelo investimento e gestão do projeto e a Vivo pela implantação e operacionalização de toda a infraestrutura 4G.

“Priorizamos levar às empresas, como é o caso da BBF, um amplo ecossistema de inovação ao agronegócio, que além da conectividade embarca soluções inteligentes e relevantes, que de fato ajudam a resolver os desafios de automatização do campo e de processos agroindustriais. Todos os projetos são integrados em plataformas exclusivas de gestão, com foco no aumento da produtividade com menor custo operacional e otimização de recursos”, explica o vice-presidente B2B da Vivo, Alex Salgado.

Ainda de acordo com a Vivo, o projeto busca reforçar o compromisso da BBF no desenvolvimento socioeconômico das regiões onde atua, bem como localidades circunvizinhas, atendendo comunidades e povos tradicionais – indígenas e quilombolas – que vivem em localidades isoladas e que passarão a ter conectividade para melhor comunicação a partir da infraestrutura contratada pela BBF.

Além disso, possibilitará a ampliação do acesso à internet móvel de alta velocidade em onze municípios paraenses: Abaetetuba, Moju, Igarape-Miri, Acará, Concórdia do Pará, Tomé-Açu, Tailândia, Barcarena, Aurora do Pará, São Domingos do Capim e Bujaru. A BBF mantém a operação em cinco dessas localidades com o cultivo da palma de óleo e com operação agroindustrial.

Este é um projeto inédito no mercado de Agronegócio da região Norte do Brasil e de alta complexidade, tendo em vista as grandes dimensões e peculiaridades das operações da BBF na região. Nossa empresa está investindo na combinação da agricultura com tecnologia, para impulsionar as melhores práticas ambientais, maximizar a eficiência de nossos negócios e ampliar o acesso à internet das comunidades vizinhas”, finaliza Steagall.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários