21/02/2024

‘Uso da internet no Brasil precisa ser aprimorada’, diz pesquisa sobre a educação ‘plataformizada’

Educação 'plataformizada' é como a CGI.br chama os novos modos de estudo remoto, feitos através de plataformas da internet.

O CGI.Br, Comitê Gestor da Internet no Brasil, divulgou na última quinta-feira, 29, o estudo “Educação em um cenário de plataformização e economia de dados: problemas e conceitos“. A intenção do estudo foi analisar problemas ligados à plaformização da educação. 

Mulher estudando no computador

Segundo a pesquisa, a ‘plataformização’ é um problema que precisa ser investigado, afinal a escola é um ambiente milenar. Lá aprende-se muito mais do que as matérias, mas socialização e convivência. Sendo assim, eventos como a pandemia da Covid-19 restringiu os estudos a plataformas da internet. 

O estudo começa apresentando problemas como por exemplo, a interação entre aluno e professor que ficou prejudicada por causa da distância. Como pode o orientador saber se o estudante está cumprindo com suas atividades através de uma plataforma ou webcam?

Outro ponto que a pesquisa buscou abordar foram soluções que aprimorem o uso positivo da internet na educação básica no Brasil.   

Coordenação e direcionamento do estudo sobre a plataformização da educação brasileira

O resultado da pesquisa foi lançado na quinta-feira, 29, e será uma série de três volumes que analisa o uso de dados dos usuários no sistema educacional. 

Quem coordenou esse trabalho foi Rafael Evangelista, conselheiro do CGI.br. Ele explicou que com a pandemia, a rápida adoção das plataformas remotas de estudo adotadas pelas escolas se tornaram pautas do CGI.br. 

“Considerando o ecossistema educacional, os integrantes mais vulneráveis são os que estão em maior número: as crianças e adolescentes facilmente se tornam alvo de publicidade, desinformação e manipulação do comportamento, dados os modelos de negócios das plataformas de redes sociais. Isso requer muita atenção”, afirmou. 

Rafael citou ainda que a internet no Brasil precisa ter uma utilização aprimorada: 

“Essas questões precisam ser consideradas no escopo de uma política de governança de educação digital, para assegurar um ensino público gratuito e de qualidade alinhado aos parâmetros da ética e dos direitos humanos”.

Lançamento do restante do estudo que investiga a plataformização da educação nacional 

Os outros livros da série vão ser lançados em 17 de novembro, durante evento na sede do CGI.br, que será transmitido pelo canal NIVbrvideos, no YouTube. 

O CGI.br é responsável por estabelecer diretrizes sobre o uso e desenvolvimento da internet no Brasil. A instituição coordena e integra todas as iniciativas de serviços que estão ligados à internet. Dessa forma busca promover qualidade técnica, inovação e disseminação dos serviços ofertados.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários