TIM é acusada de não honrar planos dos usuários vindos da Oi Móvel

Segundo denúncias, a operadora não está cumprindo com a promessa de manter benefícios e valores de planos vindos da Oi Móvel.

Em junho deste ano, a operadora TIM iniciou o processo de migração dos clientes da Oi Móvel, divisão que foi comprada pela tele e outras duas companhias, para sua rede própria após as autoridades reguladoras — como o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) — deferirem o pedido após constatarem que a compra não interferirá no livre mercado do setor de telecom no Brasil.

tim-cobertura-53-mil-municipios-oi-movel

A operadora ficou responsável pela captação de 16,4 milhões de usuários da Oi Móvel, base que será transferida conforme o DDD — para conferir as áreas que serão transferidas para a operadora clique aqui — e o tipo de plano, em ondas semanais e mensais até que todos os clientes sejam definitivamente incorporados à TIM.

Com relação à migração, a empresa destacou que os planos e benefícios outrora contratados sob a vigência da Oi serão mantidos quando a portabilidade for efetivamente concluída. Embora tenha feito a promessa, uma denúncia enviada ao Minha Operadora revela que a companhia não está cumprindo com o que foi prometido.

Segundo informações de Fernando, nome fictício que será usado no decorrer desta reportagem, seu antigo plano “Oi ilimitado”, opção que custa R$ 99,90/mês com internet 4G ilimitada, foi migrado para a TIM mantendo o valor anterior, porém com uma franquia de dados inferior ao pacote contratado no regime da Oi.

Em capturas de tela enviadas pelo denunciante, podemos constatar que o plano passou a ter franquia de 4 GB com benefícios de ligações e SMS ilimitados pelo valor de R$ 99,90, mensalidade alta se comparada com outros pacotes oferecidos pela própria TIM, como Controle de até 17 GB por R$ 55,99, por exemplo.

Mais denúncias

De acordo com Fernando, outro cliente Oi Móvel também afirma que seu plano foi alterado ao migrar para a TIM. Neste caso, a opção contratada previamente dispunha de 15 GB por R$ 15, ou seja, R$ 1 por Giga, mas quando houve a portabilidade o mesmo pacote passou a ter 700 MB de franquia e custo de R$ 15.

Veja na imagem abaixo:

O que diz a TIM?

Em seu site, a TIM disponibilizou um espaço dedicado ao tema portabilidade reunindo detalhes sobre o processo. Conforme consta nessa página, a operadora afirma que “Cliente vindo da Oi Móvel, você ainda não foi migrado e, por isso, seu plano de celular, canais de atendimento e recarga continuam os mesmos. Mas não se preocupe, qualquer mudança, você será avisado previamente.

A tele reforça o compromisso com os clientes Oi Móvel destacando que na primeira e segunda etapas de migração “tanto o seu plano como o valor, forma de envio e data de vencimento da fatura serão mantidos“. Essas informações foram atualizadas no dia 17 de maio de 2022.

Procurada pelo Minha Operadora, a TIM não respeitou o prazo estipulado por nossa equipe para envio do posicionamento referente ao caso. Entretanto, esta reportagem será atualizada se obtivermos resposta.

Posicionamento das demais operadoras

Buscando entregar o máximo de detalhes aos leitores, o Minha Operadora também contatou a Claro e Vivo para obter o posicionamento das empresas quanto ao processo de portabilidade dos clientes oriundos da Oi Móvel.

Claro:

Em resposta ao site, a Claro destacou que “Nessa primeira etapa de integração, não haverá qualquer mudança para quem utiliza os serviços da Oi Móvel. Planos, números, cobertura de rede e canais de atendimento seguem os mesmos“, assegurando que pelos próximos 12 meses, período em que a incorporação e integração das redes e sistemas é implementada pela companhia, não deve acontecer nenhum reajuste.

Além disso, a Claro reforça que os clientes portabilizados podem continuar usando o chip da Oi normalmente desde que não tenha avarias. Indagada sobre a comunicação com os clientes durante a transferência, a empresa afirmou que “os clientes serão comunicados a cada alteração necessária na prestação de serviço. O objetivo é que toda a integração seja feita de forma gradativa, automática e transparente para os clientes, que terão todos os seus direitos preservados e ganharão planos similares ou até com mais benefícios após terem seu serviço transferido para a Claro“.

A Claro vem se preparando para receber os novos clientes e ofertar serviços móveis com excelência em todas essas regiões. Continuamos investindo muito em expansão de cobertura e qualidade de sinal na nossa rede, usando sempre tecnologia de ponta.”, explica Paulo Cesar Teixeira, CEO da Claro.

Vivo:

Em resposta ao Minha Operadora, a assessoria da Vivo enviou um link no site da operadora (acesse) que reúne os principais detalhes sobre a migração.

Conforme explica a empresa, “as linhas da Oi Móvel dos DDD’s 12, 41, 42, 81, 82, 83, 84, 85, 86, 88 e 98 migrarão para Vivo. Até que sua linha seja migrada, nada muda para você”, finalizando com “seu plano terá os benefícios e valores semelhantes aos que possuía na Oi, sem multa ou fidelização”.

Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.

20 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
20 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
20
0
O que você acha? Comente!x