Smartwatch Amazfit GTS 4 Mini é homologado na Anatel

O Amazfit GTS 4 Mini ainda não tem previsão de lançamento no Brasil, mas dados do registro revelam parte das especificações técnicas do relógio.

A Amazfit, marca subsidiária da Xiaomi, deve expandir seu portfólio no Brasil ainda nos próximos meses com o lançamento do modelo GTS 4 Mini em território nacional, modelo que deve compartilhar características de outros relógios da linha priorizando preço acessível e, para isso, sacrificando elementos da qualidade, mas mantendo algumas características que também estão presentes em modelos mais avançados da empresa.

Segundo vazamentos, o relógio inteligente foi homologado recentemente na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) indicando que a fabricante pretende lançá-lo em breve no país, possivelmente sob direitos da DL, empresa que representa a Xiaomi no Brasil e comercializa os dispositivos da chinesa.

De acordo com o documento de registro na autoridade nacional, o acessório tem uma tela AMOLED de 1,65 polegada, suporte para mais de 120 modos esportivos com visualização dos dados por meio do aplicativo Zepp Life e sensores para monitoramento da frequência cardíaca e oxigenação no sangue (SpO2).

Conforme mostra fotos enviadas à Anatel, o smartwatch vem com construção quadrada — assim como seus antecessores — se assemelhando esteticamente ao Apple Watch SE. Na parte inferior podemos notar a presença dos sensores do aparelho.

A pulseira aparenta ser em um material sintético, possivelmente silicone hipoalergênico, mas não há menção ao composto no registro.

Quando chega ao Brasil?

Ainda é cedo para anteciparmos detalhes sobre disponibilidade e preço, principalmente considerando que a quarta geração do wearable nem se quer foi anunciada no mercado asiático, logo, é provável que ainda demore alguns meses até o Amazfit GTS 4 Mini ser oficializado por aqui — lembrando que nem todos os produtos homologados são anunciados pelas fabricantes.

Considerando o histórico da Xiaomi, é improvável que o Ocidente receba o relógio antes do Oriente, contudo, o fato do smartwatch ter passado pela FCC, órgão dos Estados Unidos equivalente à Anatel, reforça a possibilidade de lançamento iminente.

Caso não queira esperar para investir em um smartwatch, recomendamos que conheça o Colmi i10, relógio que oferece muita tecnologia por um preço acessível.

Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x