01/07/2022

CPTM abrirá licitação para oferecer Wi-Fi grátis aos passageiros

Conforme prevê o edital, passageiros da CPTM poderão usar gratuitamente da conectividade W-Fi que será implementada nas estações.

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) abrirá na próxima segunda-feira (27), uma licitação para oferecer serviços de conectividade Wi-Fi gratuita em quatro linhas da capital paulista, sendo 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade, além da Estação Palmeiras-Barra Funda, na Linha 7-Rubi.

trem da cptm

A medida permitirá que os passageiros que passam por essas estações utilizem a rede wireless disponibilizada pela empresa em seus smartphones, tablets, laptops e outros dispositivos compatíveis sem custo adicional.

Segundo informações do edital, a empresa vencedora do certame será responsável pela implantação, administração e manutenção do sistema de internet, com isso, a CPTM se isentará de eventuais problemas ou instabilidade no acesso. A campeã poderá explorar a licitação pelo prazo de 60 meses, período que pode ser estendido para até 240 meses mediante a uma solicitação.

Entre os requisitos estipulados pela companhia de transporte estão: o passageiro deve poder acessar a internet diariamente por pelo menos 30 minutos com velocidade de no mínimo 512 Kbps e, em caso de publicidade, é preciso ter um botão para pular o anúncio após 10 segundos de exibição do conteúdo.

O acesso à rede será liberado após o passageiro efetuar o cadastro em uma plataforma — também de responsabilidade da prestadora de serviços — que deve, obrigatoriamente, suportar a demanda de todos os usuários que quiserem se conectar ao Wi-Fi público.

O edital também é bastante claro ao afirmar que a empresa concessionária será obrigada a oferecer e garantir uma boa experiência de acesso às redes sem fio”, afirma Natalia Melo, Gerente de Novos Negócios da CPTM.

Wi-Fi nos trens

Ao contrário dos ônibus que circulam na cidade de São Paulo, os trens gerenciados pela CPTM não oferecem nenhuma forma de conexão à Internet para os passageiros, limitação que há bastante tempo é criticada pelos paulistanos, mas que não foi tratada neste edital e também não deve ser resolvida a curto prazo.

Enquanto isso, os usuários do serviço de transporte devem aproveitar (em um futuro próximo) a rede Wi-Fi nas estações. Caso opte por usar uma rede pública, recomendamos que adote alguns cuidados — como VPN e evitar logar em apps bancários, por exemplo — pois essas conexões não são tão seguras quanto particulares.

SourceCPTM
Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x