01/07/2022

Aneel autoriza reajuste de até 64% nas tarifas extras da conta de luz

O Conselho Diretor da Aneel aprovou na última terça-feira, 21, o reajuste nas taxas extras cobradas da conta de luz em situações de crise do setor.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) publicou na última terça-feira, 21, uma resolução que autoriza o reajuste nas tarifas adicionais cobradas sobre a conta de luz dos brasileiros em situações excepcionais, como escassez hídrica e momentos em que o órgão precisa ativar as usinas termelétricas, unidades que geram eletricidade a partir da queima de combustíveis com custo elevado.

Lâmpada acesa representando energia elétrica da Aneel

De acordo com o Conselho Diretor, a mudança nos preços entrarão em vigor a partir da próxima sexta-feira (24) com o anúncio da bandeira tarifária referente ao mês de julho, isto se a bandeira verde — vigente desde maio deste ano — for substituída por outro indicador de situação com cobrança adicional.

Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a expectativa é de que a bandeira verde atue até dezembro de 2022, no entanto, outras modalidades podem ser invocadas pelo governo em caso de crise no abastecimento elétrico.

Novos valores

Em média, o aumento imposto pelo órgão estatal foi de 60% para as bandeiras amarela e vermelha patamar 1, enquanto o patamar 2 apresentou um ligeiro aumento inferior a 4% — modalidade cujo preço beira os R$ 10.

Preço anteriorPreço atualReajuste
Bandeira verdeR$ 0R$ 00%
Bandeira amarelaR$ 1,874R$ 2,989+59,5%
Bandeira vermelha (P1)R$ 3,971R$ 6,500+63,7%
Bandeira vermelha (P2)R$ 9,492R$ 9,795+3,2%
Preços cobrados a cada 100 kWh.

Como as bandeiras são definidas?

Conforme explica a Aneel, “o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica.”.

Para o órgão, as bandeiras dão “transparência ao custo real da energia e permitem ao consumidor se programar e ter um consumo mais consciente. Antes, ele não sabia que a energia estava mais cara.”, complementando com “Agora ele sabe e pode se programar. Se a bandeira está vermelha, ele sabe que é conveniente economizar, ter um consumo mais consciente e evitar o desperdício de água e energia”.

Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x