20/05/2022

Movistar realiza primeira cirurgia assistida de câncer de mama com 5G

Cirurgia foi colaboração entre a Altice Portugal e a Fundação Champalimaud durante o 10º Congresso AECIMA realizado em Saragoça.

A Movistar, a Altice Portugal e a Fundação Champalimaud realizaram em tempo real a primeira cirurgia de câncer da mama com tecnologia 5G e realidade aumentada.

5g
Foto: Reprodução Internet

A intervenção foi concluída no âmbito do 10º Congresso da AECIMA (Associação Espanhola de Cirurgiões da Mama) através da ligação entre a Faculdade de Medicina da Universidade de Saragoça e a Unidade de Mama do Centro Clínico Champalimaud, em Lisboa.

Desta forma, a cirurgia realizada em tempo real no bloco operatório localizado na capital portuguesa, foi acompanhada em direto de Saragoça. A tecnologia avançada baseada em 5G ultrapassou os 900 km que separam as duas cidades e permitiu a comunicação entre os dois conceituados cirurgiões responsáveis ​​pela intervenção: Dr. Pedro Gouveia (em Lisboa) e Dr. Rogelio Andrés-Luna (no capital). Além disso, os participantes do congresso puderam ver a sala de cirurgia completa, o vídeo gerado e todos os parâmetros da operação de forma imersiva.

A interação durante essas interrupções foi possibilitada pelo 5G, que oferece latência mínima de comunicação e alta capacidade de streaming de vídeo. A isso se soma a alta qualidade de vídeo com tecnologia webRTC que é utilizada em realidade aumentada. Para conseguir uma imersão total em realidade aumentada, o médico português dispôs de óculos Microsoft Hololens dos quais recebeu a ajuda necessária durante o desenvolvimento da operação.

Além disso, a utilização do software Remaid também permitiu dar instruções e conselhos de Zaragoza sobre como executar corretamente a técnica cirúrgica, projetando vídeos, fotos, hologramas no campo de visão do Dr. Gouveia em Lisboa, bem como instruções usando uma caneta eletrônica.

Para realizar esta operação pioneira, a Movistar utilizou a cobertura 5G existente na cidade de Saragoça, e a dos Altice Labs (Laboratório de Inovação e I&D da Altice Portugal) em Lisboa, que permitiram a ligação de salas e transmissão sem atrasos. Além disso, o médico no congresso teve um roteador 5G para conectar seu PC. Esta operação é o primeiro caso de uso de telemedicina 5G que a Movistar realiza em Aragão.

Como destacou Ana María Vega, especialista em Inovação e pilotos 5G da Telefónica Espanha, “esta conferência é um marco no campo das operações cirúrgicas ao combinar técnicas de ponta para operar de uma forma nunca antes realizada entre Espanha e Portugal . Com este caso de uso, a Movistar, em colaboração com a Unidade de Mama do Centro Clínico Champalimaud, está lançando as bases para a aplicação prática que o 5G pode ter na saúde. Graças a duas características fundamentais desta tecnologia – a baixa latência que permite a transmissão sem atrasos e a possibilidade de gerenciar grandes fluxos de vídeo em alta velocidade – juntamente com as enormes possibilidades da realidade virtual, estamos avançando na criação de serviços que otimizarão o trabalho dos profissionais médicos.

Por seu lado, o Dr. Pedro Gouveia salientou que “realizamos a primeira experiência no mundo de utilização de monitorização remota ao vivo e directo durante uma operação de cancro da mama”,

Da mesma forma, Ana Figueiredo, diretora geral da Altice Portugal, destacou que “a Altice Portugal orgulha-se de participar na primeira intervenção cirúrgica internacional com 5G. É mais um pilar na história da nossa marca de I&D, Altice Labs, que exporta tecnologia e talento português para todo o mundo”.

Carolina Veneroso
Carolina Veneroso
Jornalista, formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atua como repórter, redatora e com produção de conteúdo há 5 anos. Apaixonada por entrevistar e conhecer pessoas e novas histórias.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários