23/05/2022

Google: a nova função para ocultar seus dados pessoais das pesquisas

Plataforma criou um novo formulário que possibilita a eliminação de dados pessoais de buscas.

Com a internet e, sobretudo, com o domínio do Google como principal buscador da rede, a privacidade das informações pessoais tornou-se uma questão prioritária para os usuários.

google-recurso-excluir-ultimos-minutos-buscador
Foto: Reprodução Internet

Por isso, chamou a atenção o anúncio, divulgado nos últimos dias, de que o Google criou um novo formulário que possibilita a eliminação de dados pessoais de buscas realizadas diariamente com mais facilidade.

“A disponibilidade de informações pessoais online pode ser desconcertante”, disse Michelle Chang, chefe da política global de buscas do Google, em um texto no site da organização.

Chang deixou claro que o uso indevido dos dados pode resultar em “contato direto indesejado ou até mesmo danos físicos”. A atualização reduz drasticamente os requisitos do Google para remover dados dos resultados de pesquisa.

Anteriormente, você poderia solicitar a exclusão de informações pessoais e financeiras apenas em casos de potencial roubo de identidade ou ameaça à integridade física.

Agora, com a nova ferramenta, o Google ressalta que o usuário pode solicitar a exclusão de informações pessoais mesmo que não haja risco claro.

Isso leva em conta que 63.000 buscas são realizadas no buscador Google por segundo, o que se traduz em 5,6 bilhões de buscas diárias.

Como é o novo formulário
No blog da empresa, Chang explica que qualquer pessoa pode enviar uma solicitação de exclusão de dados.

O ideal é ter uma série de links de internet ou URLs onde estejam localizadas as informações a serem deletadas.

Então é necessário preencher este formulário aqui. Nele, o usuário é solicitado a especificar se deseja excluir informações de uma pesquisa específica do Google ou de um site.

Segundo a empresa, também seria ideal incluir capturas de tela na solicitação onde as informações a serem removidas possam ser vistas.

“Ao receber a solicitação, avaliaremos todo o conteúdo do site incluído no formulário, principalmente para garantir que, ao excluir essas informações, não afetamos conteúdos úteis, como um artigo ou notícia”, explica.

Por esse motivo, o portal esclarece que algumas alterações não podem ser concluídas.

“Se o conteúdo aparecer em sites de registros públicos ou pertencer a um governo, nesses casos não podemos fazer nada”, acrescentou.

Entre as modificações que o formulário incluiu nesta atualização, é possível excluir senhas que estão em aplicativos de gerenciamento de senhas.

Na América Latina, os países mais afetados pelo roubo de identidade e dados, muitos deles por informações disponíveis na internet, são Venezuela, Colômbia, México e Brasil.

Carolina Veneroso
Carolina Veneroso
Jornalista, formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atua como repórter, redatora e com produção de conteúdo há 5 anos. Apaixonada por entrevistar e conhecer pessoas e novas histórias.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários