24/05/2022

Roubo de cabos de telecom causa prejuízo anual de R$ 1 bilhão no Brasil

São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro são os estados brasileiros onde há mais roubo e furto de cabos de telecomunicações.

De acordo com levantamento realizado pela Conexis, associação que representa as operadoras de telecom de vários estados brasileiros, sobre o roubo de cabos de telecomunicações em 2021, São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro são os estados onde mais tem roubo de cabos. O estudo aponta que a ação causa prejuízos anuais de R$ 1 bilhões em todo o país.

Foto: Reprodução/TV Globo

No ranking, o São Paulo é o líder da lista com 1,08 milhão de metros de cabos roubados, seguindo Paraná que ultrapassou o Rio de Janeiro e ficou no segundo lugar com 608,5 mil metros, onde prejudica 608 mil paranaense e por em risco a vida de cerca de 6 milhões de pessoas. Enquanto que o estado carioca ocupa a terceira posição com 504, 1 mil metros.

Na quarta posição ficou o Rio Grande do Sul, tendo um aumento na quantidade de cabos furtados para 75% em 2021, em comparação ao ano anterior. Passou de 187.676 metros para 328.959 metros

No Brasil, de acordo com o levantamento, foram furtados ou roubados 4,12 milhões de metros de cabos de telecom, uma quantidade suficiente para cobrir uma distância entre Oiapoque, no extremo norte do Brasil, até Chuí, no extremo sul. Tais ações criminosas deixam clientes sem acesso a serviços de comunicação, e, portanto, privados de contato com serviços essenciais, como polícia, bombeiros e emergência médica.

Nos últimos seis meses, somente no Paraná, a Ligga Telecom registrou mais de 120 boletins de concorrência, o correspondente a mais que o dobro de BOs abertos nos meses anteriores. Com isso, mais de 30 mil clientes foram prejudicados por atos de vandalismo mensalmente, ficando uma média de 12h e 24h sem serviços de internet.

De acordo com Wendell Oliveira, diretor-presidente da Ligga Telecom afirma que os cirminossoa buscam por cabos de cobre, pois é um amterial que pode ser revendido de forma ilegal, mas como os cabos de teleocm nao possuem cobre e, sim fibra óptica. cujo material não tem valor comercial em desmanches clandestinos. Com isso, é comum que após o engano, eles abandonem os cabos cortados.

O executivo afirma que tem se encontrado em reuniões com autoridades estaduais e municipais do Paraná, das Secretarias Estaduais e Municipais de Segurança Pública; e que levou ao governador Ratinho Jr. propostas de mudanças na legislação para enfrentar esta prática criminosa.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários