23/05/2022

Após perda de assinantes, Netflix quer lançar plano mais barato com anúncios

Serviço de streaming analisa seguir a mesma estratégia que a Disney+ pretende lançar a partir do final de 2022; entenda.

Desde que começou a anunciar aumento nos planos de assinatura do seu streaming, a Netflix tem enfrentando uma enxurrada de críticas e reclamações de seus assinantes, incluindo ameaças de cancelamento. Mas tudo indica que agora a plataforma está sentindo negativamente os resultados nessas decisões.

Nesta terça-feira (23), a plataforma divulgou o resultado do primeiro trimestre de 2021, revelando que houve uma queda de 200 mil clientes. Além disso, a empresa espera perder mais de 2 milhões de assinantes no segundo trimestre deste ano.

Esse movimento dos consumidores pode ser explicado pelo aumento de opções de streaming que se tornaram mais atrativos, além do aumento inexplicável nos planos de assinatura da Netflix.

Com isso, o streaming precisa buscar estratégias para evitar resultados negativos como esse, e uma das opções que foram apresentada pelo co-CEO Reed Hastings, em entrevista de ganhos do primeiro trimestre foi a possibilidade de experimentar pacotes de baixo custo e suportados por anúncios. O executivo não informou detalhes sobre o custo dos possíveis planos.

A empresa espera definir essa estratégia de streaming suportada por anúncios nos próximos dois anos, afirma Hasting, “mas pense em nós como bastante abertos a oferecer preços ainda mais baixos com publicidade como escolha do consumidor”.

“Aqueles que seguem a Netflix sabem que sou contra a complexidade da publicidade e sou um grande fã da simplicidade da assinatura. Por mais que eu seja fã disso, sou um grande fã da escolha do consumidor. E permitir que os consumidores que gostariam de ter um preço mais baixo e são tolerantes à publicidade consigam o que querem, faz muito sentido”, disse Hastings.

Entre os motivos dados pela Netflix para a queda no número de assinantes foi o compartilhamento de contas. Para isso, o streaming estuda uma maneira de coletar mais dinheiro dos cerca de 100 milhões de residências que atualmente compartilham senha sem pagar nada por isso. Ou seja, está sendo analisada uma forma de custo extra para essa modalidade.

A estratégia de oferecer planos mais baratos e suportados por anúncios também já está nos planos de outras plataformas, como a Disney+. O streaming já anunciou que pretende lançar pacotes com propagandas publicitárias com preços mais baratos a partir do final deste ano. Embora o lançamento seja apenas nos EUA, a novidade também poderá chegar no Brasil.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários