Netflix vai cobrar de quem divide conta com pessoas que não moram juntas

Plataforma alega que compartilhar contas impacta no investimento de filmes e séries.

A Netflix pretende acabar com a alegria de quem compartilha senha com amigos e familiares. A maior plataforma de streaming do mundo já iniciou testes em países latinos adicionando uma taxa para as pessoas que emprestam suas contas para pessoas que não moram no mesmo endereço.

netflix numero de assinantes
Foto: Reprodução Internet

De acordo com notícia divulgada no site americano The Variety, a cobrança adicional será feita em forma de taxa de acordo com a quantidade de usuários que acessam a mesma conta fora do endereço cadastrado.

A plataforma consegue detectar facilmente pelo IP do dispositivo, seja ele um celular ou uma Smart TV, por exemplo, e saber quem empresta senha para terceiros.

Por mais que muitos pensem que prática de permitir que outros acessem a mesma conta seja legal e comum, a ação é ilegal segundo os Termos de Serviço da Plataforma.

A nova funcionalidade aparecerá no aplicativo como “Adicione um membro extra” e permitirá ao usuário criar contas subsidiárias para no máximo duas pessoas de fora da residência.

Os valores adicionais por perfil extra são de US$ 2,99 (R$ 15,18) na Costa Rica, 7,9 PEN (R$ 10,78) no Peru e 2.380 Pesos (R$ 15,11) no Chile.

Sendo assim, se essa regra chegar ao Brasil, se o usuário tiver dois amigos que utilizam a sua conta fora da sua casa, ele poderá pagar um adicional de R$ 30.

Em comunicado, os representantes da Netflix disseram: “Sempre facilitamos para as pessoas que moram juntas compartilhar sua conta Netflix, com recursos como perfis separados e vários fluxos em nossos planos básicos e premium. Embora tenham sido muito populares, também criaram alguma confusão sobre quando e como a Netflix pode ser compartilhada. Como resultado, as contas estão sendo compartilhadas entre as famílias — impactando nossa capacidade de investir em ótimas novas séries TVs e filmes para nossos membros”.

Vale ressaltar que a Netflix está indo na contramão das concorrentes. Enquanto outros serviços de streaming seguem fazendo parcerias e lançando promoções para reduzir o valor das mensalidades, a Netflix começou o ano com o aumento do preço da assinatura em alguns países.

Carolina Veneroso
Carolina Veneroso
Jornalista, formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atua como repórter, redatora e com produção de conteúdo há 5 anos. Apaixonada por entrevistar e conhecer pessoas e novas histórias.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
1
0
O que você acha? Comente!x