InícioTV por AssinaturaO que leva os brasileiros a assinarem um novo streaming?

O que leva os brasileiros a assinarem um novo streaming?

Relação de motivos foi detalhada no Relatório de Streaming na América Latina 2021 da agência Sherlock Communication; saiba detalhes.

A plataforma Toluna elaborou uma pesquisa a pedido da agência Sherlock Communication sobre os serviços de streaming na América Latina. De acordo com o Relatório de Streaming na América Latina 2021, no Brasil cerca de 81% dos entrevistados afirmaram que atualmente assinam entre um e quatro plataformas.

De forma geral, nos países latino-americanos, três em cada dez pessoas (30%) afirma que assinam apenas uma plataforma, enquanto que 29% assinam duas. Um em cada cinco (19%) entrevistados disse que estão pagando atualmente por serviços de streamings diferentes, enquanto que um pouco mais de 12% pagam por mais de três.

Mas o que será que leva as pessoas a fazerem uma nova assinatura nesse mercado que se tornou tão competitivo nos últimos tempos? De acordo com o relatório, no Brasil, 53% dos entrevistados afirmaram que assinaram uma nova plataforma para assistir conteúdos que seus amigos ficam conversando. 36% afirmaram ser por causa do isolamento social da pandemia. Enquanto que 25% afirmaram estar entediados com os conteúdos da TV e por conteúdos que só são encontrados em uma determinada plataforma.

Os entrevistados também foram questionados sobre a possibilidade de assinar uma nova plataforma e quais fatores aumentariam essa probabilidade. No cenário brasileiro, 22% disseram ser pela interface de usuário fácil de usar que ajuda encontrar o conteúdo que gostaria de ver; 50 % pelas novas temporadas da série favorita; 23% pelas temporadas de séries populares antigas (por exemplo, Friends, Big Bang Theory).


LEIA TAMBÉM:

–> Netflix é o streaming favorito na América Latina, segundo pesquisa

–> Disney vai gastar mais de R$ 180 bilhões em conteúdos em 2022

–> Conheça os dois filmes brasileiros que lideram o Top 10 (Non-English) da Netflix

57% por ter grandes filmes primeiro (lançamentos); 20% por adição de filmes clássicos favoritos (por exemplo, Harry Potter), 27% por filmes e séries internacionais (fora dos EUA); 13% por oferecer diversidade de conteúdo que representa comunidades, como comunidade LGBTQ+, comunidade afro, comunidade de baixa renda, etc; e 37% por novas séries de qualidade no meu idioma.

A pesquisa foi realizada com 3.275 pessoas em seis países latino-americanos: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. Os entrevistados tinham a partir de 18 anos.

Confira o gráfico com as porcentagens nos países das pesquisa:

Gráfico encontrado no Relatório de Streaming na América Latina 2021
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários