Repercussão ‘negativa’ garante retorno do Deezer ao TIM Beta

Operadora também oficializou a disponibilidade do streaming de música para outros clientes pré-pagos, além do TIM Beta.

Comercial da TIM. Imagem: Reprodução Instagram
Comercial da TIM. Imagem: Reprodução Instagram

Agora é oficial! O Deezer está de volta ao TIM Beta, após muitas reclamações dos consumidores.

A ‘repaginada geral’ do pré-pago ‘premium’ oferecido pela TIM trouxe mais internet, redes sociais gratuitas e outras vantagens, mas a ausência do streaming musical desagradou.

Afinal, o Deezer atualmente é um dos principais concorrentes do badalado Spotify no Brasil. Pelo plano, todos obtinham acesso de forma gratuita.

Até mesmo as redes sociais se tornaram palco para a insatisfação dos consumidores da operadora.

VEJA TAMBÉM:

–> Sem Deezer e com ligações ilimitadas; conheça o novo TIM Beta

–> Quem migrar para o novo TIM Beta em abril, ganha upgrade para categoria Lab

–> Compra da Oi Móvel ainda pode ter ‘reviravoltas’

Alguns sequer enalteceram as novidades do ‘novo TIM Beta’ por causa do sumiço desse benefício. Na época, os motivos não ficaram claros.

Os indícios eram de que a empresa estava em outro tipo de negociação com o Deezer e pretendia inclui-lo em outros planos, como um controle ou pós-pago.

Mas, a repercussão foi suficiente para a mudança de planos. De acordo com uma declaração recente de João Stricker, head de marketing da TIM, o feedback dos usuários foi importante e mostrou a importância do app.

A partir de agora, tudo volta a ser como antes. Clientes do TIM Beta precisam apenas manter as recargas em dia e aproveitar todos os benefícios, com inclusão do Deezer Premium.

Por ele, é possível ouvir conteúdo offline, sem publicidade e economizar os R$ 16,90 cobrados de mensalidade.

Já os clientes do TIM Pré TOP ganharam acesso ao Deezer Go.

Trata-se de um plano exclusivo para os consumidores da TIM e não comercializado. É a mesma coisa que o plano gratuito do Deezer? Não.

Os usuários não terão publicidade, por exemplo. Mas, a escuta é aleatória, com limitações na hora de pular faixas.

Por exemplo: será possível pular de música apenas seis vezes por hora em um determinado álbum ou playlist.

A novidade foi oficializada pela operadora no comercial abaixo, confira:

Com informações de Tecnoblog

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
8 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários